Pular para o conteúdo

DJOKOVIC: UM SÍMBOLO DE RESISTÊNCIA QUE DEVE SER ACLAMADO

Karina Michelin

Karina Michelin

Uma verdadeira batalha  está sendo disputada nestas horas entre Novak Djokovic e o governo australiano.

Djokovic e sua equipe de apoio deixaram o aeroporto por volta das 10h de quinta-feira (horário Australiano), depois de ficar detido por mais de 8 horas no aeroporto de Melbourne.

O ministro da Saúde Greg Hunt emitiu uma declaração dizendo que Djokovic “falhou em fornecer evidências apropriadas para atender aos requisitos de entrada na Austrália e o visto foi posteriormente cancelado“.

Djokovic, 34 anos, havia chegado ao aeroporto de Tullamarine, em Melbourne, Austrália, às 23h30.m hora local, e foi levado para uma sala no mesmo aeroporto australiano para ser interrogado por mais de 6 horas pelas autoridades de fronteira e, posteriormente, colocado em confinamento solitário com dois membros da polícia em frente à porta para vigiá-lo. 

O primeiro-ministro Scott Morrison em uma coletiva de imprensa havia antecipado que se Novak Djokovic não fornecesse provas suficientes para justificar a isenção de vacinação, seria enviado de volta: “Se esta evidência for insuficiente, então ele não será tratado de forma diferente de ninguém e voltará para casa com o primeiro avião. Não haverá regras especiais para Novak Djokovic.”

Nas redes sociais os talibãs a favor da obrigatoriedade do experimento em massa despejaram suas insatisfações totalitárias e pediram “respeito pelas regras”, e convidaram outros tenistas a se negarem de jogar contra Djokovic em forma de protesto. O que é realmente cômico, dado que a maioria dos jogadores no topo do ranking mundial pensam como ele e não tem nenhuma intenção de se vacinarem.

Não  é só Djokovic que é cético da vacina, segundo a ATP ( Associação de Tênis Profissional)  apenas 65% dos tenistas teriam completado o ciclo de vacinação.

Daniil Medvedev número 2 do mundo também pensa como Djokovic. 

Stefanos Tsitsipas número 4 também não está seguro sobre o soro. 

No tênis feminino também não é diferente.  Uma fonte do Tennis Australia afirmou que Djokovic havia sido alvo por causa de seu perfil influenciador nas redes sociais, dizendo que outros jogadores já haviam entrado na Austrália com a mesma isenção que ele apresentou.

O presidente sérvio Aleksandar Vucic disse que Djokovic foi vítima de “perseguição política” pelo primeiro-ministro australiano Scott Morrison e outros no governo do país, e pediu que o retirassem do “hotel horrível” onde ele está sendo detido. Outros ocupantes anteriores da instalação no subúrbio de Carlton, em Melbourne, reclamaram de larvas e fungos dentro das refeições servidas lá, e o pai de Djokovic, Srdjan, disse em uma entrevista transmitida pela Sky News que seu filho estava sendo apontado injustamente. “Novak e sua equipe apresentaram os mesmos documentos que outros 25 tenistas (que receberam isenções) e não tinham nenhum problema, apenas Novak”, disse Srdjan Djokovic.

“Eles queriam humilhá-lo. Eles poderiam ter dito “não venha Novak” e isso teria sido bom. Mas não, eles queriam humilhá-lo e ainda o mantêm na prisão. “Ele não está na detenção, ele está na prisão. Levaram todas as coisas dele, até a carteira, deixaram-o somente com seu celular e sem nenhuma troca de roupa, sem lugar nem mesmo para lavar o rosto. 

Nosso orgulho é prisioneiro desses idiotas ,vergonha deles, o mundo livre junto com a Sérvia deve se erguer. Esta não é uma batalha pela Sérvia e Novak, é uma batalha por bilhões de pessoas, pela liberdade de expressão, pela liberdade de pensamento, pela liberdade de comportamento.”

Novak não infringiu nenhuma lei, assim como sete bilhões de pessoas não infringiram nenhuma lei, querem nos dominar e querem ver todos nós ficarmos de joelhos.”

Djokovic não é  um atleta comum, ele mostrou que quando você acredita em algo você tem que levar para a frente até o fim. Não importa o quão feroz seja a oposição ao seus ideais. Além de seus méritos esportivos, a escolha de defender sua decisão até o fim parece estar assumindo contornos de uma guerra política contra a narrativa única que nos foi oferecida até agora. A questão também está abrindo tensões entre os governos sérvio e australiano. O primeiro-ministro Alksandar Vucic acusou a Austrália de “mau comportamento” em relação ao campeão, e o embaixador australiano foi convocado para comunicações urgentes.

Como era de se esperar, a opinião pública se dividiu. Nessas horas, algumas pessoas teriam se reunido sob as janelas do hotel melbourne agitando bandeiras sérvias como sinal de apoio ao número 1 do mundo, enquanto outras estão fazendo protestos exibindo cartazes como “Abolir centros de detenção” e “Libertá-los”.

Já  o tenista Rafael Nadal,  disse: “Ele tomou suas próprias decisões, e todos são livres para tomar suas próprias decisões, mas então há algumas consequências“. O treinador espanhol Toni Nadal também se pronunciou:  “Novak deve estar ciente de que ele é um ponto de referência mundial durante uma grave crise de saúde que está causando tanta dor”.

Como a maioria das pessoas tem memória curta vale a pena lembrar que em 2020 no auge da pandemia mundial, em abril, quando ainda Djokovic não era considerado um no-vax ele fez uma doação para os hospitais Treviglio-Caravaggio e Romano na região da Lombardia ( Itália) , uma das áreas mais afetadas na época pela VERDADEIRA emergência de saúde. Sem contar  que nas semanas anteriores ele havia doado um milhão de euros para a compra de respiradores e equipamentos médicos para a Sérvia, seu país natal.

 Resumindo, como você mede o valor de uma pessoa?

Djokovic com seus milhões de dólares poderia estar em sua casa, tranquilo, colocando um fim em sua carreira, mas hoje ele está lutando por todos nós, pelos direitos de bilhões de pessoas que seguem sendo enganadas, manipuladas e continuam adoecendo com um soro que não irá salvar a sua vida nem a do próximo. 

CHEGOU A HORA DE NOS UNIR E GRITAR: SOMOS TODOS DJOKOVIC!!! 

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

31 comentários em “DJOKOVIC: UM SÍMBOLO DE RESISTÊNCIA QUE DEVE SER ACLAMADO”

  1. Belíssimo artigo, Karina Michelin! Parabéns, muito sucesso e felicidades!
    E grato por manter-nos informados sobre essas truculências contra a liberdade!

    1. A liberdade é ininteligível, transcende a existência humana. Djokovic demonstrou ser uma inspiração para os livres e uma advertência para os tiranos.

  2. Sensacional. Ele está fazendo por nós, não somente por ele. Essa vacina é um veneno, uma farsa mundial.Querem nos por de joelhos, mas não irão conseguir. Austrália nazista, vergonha mundial.

    1. Aqui na Austrália as normas funcionam. Não é igual a sua casa.Texto ridículo seu,hipocrisia na narrativa sem saber o que está acontecendo sobre o caso.
      Trata -se de ordem, respeito e soberania de um país sério.

      1. Impressionante ver a que ponto chega a ignorância de pessoas como você. Uma reportagem brilhante e corajosa, que deve ser enaltecida, e não xingada, com essa falta de respeito que você demonstrou. Desprezível é ver pessoas se curvando, caindo de joelhos diante de medidas autoritárias, nazi-fascistas como as que vêm sendo ditadas nesse país que você diz ser sério… mostre-me com documentos científicos a eficácia dessas medidas que esse seu paisinho “sério” vem adotando e pare de falar besteira!

        1. Meu comentário foi uma resposta a Tatu da Ozie! A reportagem é brilhante! Precisamos cada vez mais de pessoas com a coragem de Novak para não permitirmos esse controle ditatorial absurdo!

      2. Luiz Fernando Araújo e Souza

        Soberania, servir aos senhora do mundo e justamente o contrário e mais, quer tomar essa porcaria toma, é teu direito de uma doutrinação. Agora tirania é querer passar por cima do direito de quem deve ter o direito de escolher.

  3. Antonio Luiz Campanari

    Incrível ver uma nação, forjada na dificuldade e na sobrevivência reduzidíssima quando a Coroa Inglesa deixava seus primeiros imigrantes forçados e degredados, com um passado heroico e de luta pela vida, se tornar refém de tais narrativas anticientíficas, lastreadas na vocação ditatorial de salteadores de plantão que ocupam transitoriamente governos que hoje, pululam como gafanhotos vorazes, na tentativa de dominar e escravizar os que respiram e vivem pela liberdade.

    1. Liberdade imediata para Dijokovic, que por todo o mundo haja solidariedade para com esse maravilhoso ser humano corajoso, e lutador da liberdade de todos nós, contra o Estado fascista da Austrália .

  4. Alguém,com sua estatura, teria,uma hora, que se rebelar.Esperávamos tanto por isso…, não, não queremos nos calar.O mundo têm que respeitar nossas escolhas.Agora virou briga de cachorro grande.#somostodosDjokovic

  5. Obrigado por todo o seu trabalho Karina, todos os não vacinados, que apenas por não confiar em algo, está sendo perseguido. O ponto não é a saúde, é o absurdo de ser aplicado algo incompleto, sem saber resultados a médio e longo prazo, e por ninguém se responsabilizar. Vamos em frente até o fim, aposto que a maioria não vai aderir a outras novas doses e a casa vai cair para os governantes.

  6. Nadal, decepcionado com ele, pois deveria ficar calado ao invés de apoiar a atitude do governo da Austrália.
    Essa vacina vai ficar eternamente nas nossas vidas, tudo para quebrar os países que ainda não é de esquerda, isso é o plano da China comunista. Esse vírus vai permanecer e nós seremos vítimas desses políticos sociopatas com a política do fecha tudo e isolamento, tudo para quebrar seu país.

  7. Luiz Sérgio Mesquita

    Parabéns ao Djovik pela postura e lealdade aos seus próprios ideais. Certo ou errado, que não o deixassem entrar no pais e o fizessem voltar a sua origem. Não utilizá-lo como uma bandeira de respeito as regras de um país que nem eles têm como provar que estão certos. Isso é a continuidade da política do medo e do terror, que se implantou desde o início dessa pandemia, a qual também já não temos mais convicções de que não foi um cenário montado e engendrado por motivos torpes, unilaterais e financeiros de uma classe assoberbada pelo poder. Mais uma vez me congratulo com o Djovik e parabenizo a Karina por trazer à tona mais detalhes sobre esse absurdo, de uma forma isenta e profissional.

  8. Liberdade imediata para Dijokovic, que por todo o mundo haja solidariedade para com esse maravilhoso ser humano corajoso, e lutador da liberdade de todos nós, contra o Estado fascista da Austrália .

  9. Mônica Rudge Clark
    Parabéns @karina Michelin. Obrigado por nos manter informados e Parabéns ao Grande Tenista @NovakDjokovic por ser esse Atleta Guerreiro

    1. Acho um absurdo essa obrigatoriedade
      em uma vacina que ninguém sabe direito seu danos colaterais, isso é as Big Tech ganhando com isso. #somostodosDjokovic

  10. Estou com Djokovic um paladino da verdade!!! Deben liberta-lo!!! Devolve-lo a seu país!!! Não é um criminal!!
    O Governo Australiano não tem direito deixá-lo em prisão!!!

  11. Independentemente de estar certo ou errado, ele deveria ser respeitado! Absurdo esse tipo de tratamento que está sendo dado a um dos melhores atletas da história! Só pra finalizar, ano passado contribuiu com milhões de euros para ajudar vítimas dos incêndios na própria Austrália.

  12. Pingback: 15 tenistas totalmente vacinados não conseguiram terminar o Miami Open devido a problemas de saúde. – Karina Michelin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *