Pular para o conteúdo
Pesquisar
Close this search box.

Suécia registra zero contágio: sem lockdowns e sem tirar a liberdade das pessoas

Karina Michelin

Karina Michelin

Estocolmo

A Suécia adotou uma estratégia completamente diferente desde o início da Pandemia do que outros países, e foi muito criticada pelas suas condutas. Enquanto a maioria dos países instituíram decretos com regras durissimas, na Suécia todas as atividades foram deixadas aberta, sem restrições particulares.

Além disso, no país também não há obrigatoriedade de uso de máscaras, já que nem mesmo as autoridades de saúde recomendam seu uso.

Os dados estatísticos mostram que em 2020 a taxa de mortalidade foi inferior à de outros países europeus e a economia foi muito menos afetada, graças à falta de restrições. Hoje, mais de um ano e meio depois, os julgamentos negativos sobre a Suécia que muitos meios de comunicação emitiram às pressas, juntamente com as condenações de muitos governos a favor de uma abordagem mais dura e restritiva devem ser revistos.

A estratégia sueca mostra que, apesar da presença de um vírus que muitos cientistas e médicos têm repetidamente esclarecido ser grave, mas não uma nova “peste”, é possível vencer, sem necessariamente intervir para limitar as liberdades pessoais.

Sinal de que as políticas adotadas pelo governo sueco e pelas autoridades de saúde deram bons resultados: sem terrorismos e sem alarmismos, ingredientes esses que matam muito mais que qualquer vírus.

Dados do dia 25 de julho

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Karina Michelin

Posts relacionados