Nicki Minaj compra uma briga com os governos depois que revelou em seu twitter que não era vacinada

Karina Michelin

Karina Michelin

NIcki Minaj

Nicki Minaj conseguiu causar uma crise nos governos por seus twitters. Tudo começou quando ela confirmou que não compareceria ao tão esperado Met Gala em Nova York, na última segunda-feira (13), que exigia que apenas pessoas totalmente vacinadas pudessem estar presente.  

Minaj respondeu através de um twitter que ainda não havia tomado a vacina e disse “ Se eu for vacinada não (será) para ir ao MET” 

Nicki é nascida na cidade de Trinidad e Tobago no Caribe, ela publicou um twitter dizendo que seu primo não iria se vacinar em Trinidad, porque seu amigo teve problemas depois de inocular a vacina. Ela escreveu que o amigo de seu primo teve seus testículos inchados depois de ser vacinado, e dias antes de se casar sua noiva cancelou o casamento. 

Praticamente ela conseguiu causar uma tempestade internacional depois de suas declarações, os politicamente corretos deram à ela o título de “NO VAX” . O Dr. Terrence Deyalsingh, segundo ministro da saúde de seu País natal, criticou Minaj dizendo que ele e sua equipe “perderam muito tempo correndo atrás desta falsa alegação”.

Dr. Deyalsingh disse em uma entrevista coletiva: “Uma das razões pelas quais não pudemos responder ontem imediatamente à Sra. Minaj, é que tivemos que verificar e ter certeza de que o que ela estava alegando era verdadeiro ou falso. Infelizmente, ontem perdemos muito tempo correndo atrás  desta  falsa alegação. Até onde sabemos, neste momento, não houve nenhum efeito colateral ou evento adverso relatado.” 

Minaj também foi alvo do governo britânico, Boris Johnson e o seu diretor médico Chris Whitty, que foram a público para defender a vacina em uma coletiva de imprensa. Eles criticaram Minaj por não ter sido vacinada e de já ter contraído o vírus, e a condenaram por ter espalhado fake news e um falso mito sobre as vacinas.

Boris Johnson e Nicki Minaj

Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, também veio a público para dizer que “não havia evidências” para apoiar os comentários de Minaj.

Dr. Terrence Deyalsingh voltou para ressaltar que a vacina não há absolutamente nenhum efeito colateral relatado ou evento adverso de inchaço testicular em Trinidad ou em qualquer outro lugar do mundo. 

Muitas notificações de reações adversas não estão sendo feitas aos ministérios da saúde.  Portanto, não está claro como os ministros podem ter tanta certeza de que o relato de Nicki Minaj possa ser  falso, a menos que eles  tenham ido à casa de todos os homens de Trinidad e do mundo que tomaram a vacina para verificar seus testículos. 

A verdade é que o sistema entrou em pânico, quando uma celebridade internacional com mais de 100 milhões de seguidores não segue o script e a narrativa hegemônica e vem a público questionar sem medo, faz com que o “sistema” tenha que voltar ao menos 20 casas no tabuleiro.  

Depois de Eric Clapton agora foi a vez da rapper Nicki Minaj ir contra o quartel farmacêutico. Não será nada fácil continuar convencendo as pessoas a se vacinarem, a cada dia que passa esta tarefa se torna mais distante e difícil para os globalistas. O próximo passo será decretar o lockdown e colocar a culpa nos não vacinados. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

3 comentários em “Nicki Minaj compra uma briga com os governos depois que revelou em seu twitter que não era vacinada”

  1. O mundo precisa de mais pessoas com coragem, como Minaj. Não podemos ser obrigados a por em nossos corpos substâncias que podem nos matar ou deixar sequelas.

  2. Passei a admirar essa artista, pouco conhecia na verdade.. mas pela sua coragem de não se omitir diante de um acontecimento é digno de reconhecimento! A cada dia mais artistas e atletas dão a cara para ir contra essa narrativa grotesca, esse tal líquido milagroso não é bem o que dizem por aí..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *