Pular para o conteúdo

Madonna é acusada de tráfico humano, exploração sexual e fraude pela Federação Mundial Etiópie 

Karina Michelin

Karina Michelin

A Federação Mundial Etiópie pede ao Presidente do Malawai, Chakwera que institua uma investigação sobre a instituição de caridade de Madonna.

A Federação Mundial Etíope Incorporated, fundada há quase um século para promover o bem-estar dos cidadãos etíopes tanto no país quanto no exterior, fez um pedido específico ao presidente do Malawi. 

Os dirigentes da Federação teriam pedido ao presidente Lazarus Chakwera para investigar as adoções que Madonna fez na África nos últimos vinte anos, e que examine a integridade de sua  instituição de caridade, Raising Malawi – e “ que restrinja o acesso dela e de seus associados à África e às crianças africanas como medida de precaução até que uma investigação completa seja feita sobre tráfico de crianças, exploração sexual, escravidão sexual, reversão de adoção, ameaça de coerção, fraude, engano e abuso de poder ou vulnerabilidade”.

Madonna está sendo acusada de usar as quatro crianças adotadas por ela no Malawi, para promover a agenda progressista de identidade de gênero. Além disso, ela teria supostamente usado a instituição de caridade da qual é presidente para tráfico de menores. As informações detalhadas foram divulgadas com exclusividade pelo jornal de Malawi, Nyasa Times ( aqui ).

E como se isso não bastasse, tem mais.

A petição também acusou o governo do Malawi de “não fazer uma verificação completa do histórico social da mãe adotiva”  eles têm motivos para acreditar que Madonna “está usando essas crianças como um experimento social pela sodomia em repostas à forte pressão da comunidade LGBTQ+ na América.”

Fala-se de exploração sexual, tráfico humano e fraude.

As acusações são baseadas na vida da cantora e dos filhos, mas não só. Em particular, é citado um livro no qual Madonna escreveu em 1992 chamado “SEX”, que apresenta conteúdo adulto, incluindo pornografia e simulações de atos sexuais, incluindo sadomasoquismo. Há pouco tempo, a cantora  fez um relançamento do livro em sua página no Twitter ( aqui ). “ Atores pornô gays foram fotografados em imagens pornográficas com Madonna realizando atos sexuais vulgares com pessoas do mesmo sexo, o que deveria ter sido revelado durante seu caso de adoção em 2006 em Lilongwe, Malawi.” – diz a petição. 

Para ser mais precisa, a cantora teria assinado um contrato que proibia o livro “Sex” de incluir imagens de pornografia infantil, atos com animais, além de atitudes ofensivas à religião. Pouco depois de assinar esse acordo, Madonna fundou uma empresa chamada Maverick, uma parceria com a Time Warner – onde agora ela detém total controle artístico sobre qualquer trabalho lançado pela Maverick, anulando o acordo que ela havia assinado com a Time Warner- entenderam? 

A petição diz ainda que “a psicologia por trás de sua capacidade de liberar pornografia infantil, imagens religiosas, sexo com animais a levou a abrir um orfanato em Malawi  chamado “ Raising Malawi” em 2006 para hospedar experimentos sociais em crianças africanas vulneráveis.

Aliás, em 2006 quem não se lembra das anomalias no processo de adoção de David Banda, quando Madonna declarou falsamente que o pai da criança estava ausente, para agilizar os trâmites? ( aqui ). A mentira lhe rendeu um massacre midiático – foi acusada de ter comprado a adoção daquela criança.

Hoje aquela criança, se tornou um homem, Madonna está sendo acusada de usar David Banda, para exploração sexual e “genderismo”. David Banda Mwale Ciccone Ritchie, 17 anos, tornou-se um ícone da ideologia de gênero americana mais extrema, vestindo roupas femininas, maquiagens e brincos, é acusado de publicar poses sexualmente explícitas e até mesmo exagerar no relacionamento com a mãe em público – como se fosse dois amantes.

Justamente por isso, Madonna é acusada pela Federação de ter usado crianças adotivas para “torná-las experimentos sociais”. ( aqui )

A Federação Mundial Etíope, afirmou que  em 2013 o país acusou Madonna de ter  usado sua fundação Raising Malawi para fazer pedidos de “diva”, pensando que poderia usar as crianças locais e outros recursos como quisesse, ameaçando interromper as doações se algo lhe fosse negado.

Por outro lado, sabia-se que as contas da Raising Malawi não eram exatamente saudáveis. Já em 2011, por exemplo, foram gastos cerca de 3,8 milhões de dólares em um projeto que nunca foi concretizado ( aqui ). O dinheiro veio de círculos exclusivos de Hollywood.

Tudo foi tachado de “má gestão”, mas nunca se soube ao certo como e por que aquele dinheiro acabou, sobretudo porque ninguém nunca investigou o assunto.

O governo do Malawi, reclama que a  Federação, deveria ter investigado mais a fundo a mãe adotiva, já que Madonna era conhecida por apoiar a comunidade LGBT e que ela supostamente criaria seus filhos adotivos de acordo com seu estilo de vida.

Madonna não ficou longe do Malawi, como foi pedido pela própria Federação, como evidenciado pelas imagens postadas em sua conta no Twitter ( aqui ).

A Federação Mundial Etíope se diz preocupada com a integridade da África e suas tradições culturais e das politicas que Malawi tem em vigor para proteger suas crianças globalmente.

Madonna ficou conhecida em todo o mundo pelas suas performances pornográficas, satânicas, incluindo símbolos religiosos. No entanto, desta vez, a ex “estrela do pop” pode ter sua caixa de pandora revelada. Se o governo de Malawi realmente abrir as investigações que foram solicitadas pela Federação, o mundo de Madonna pode virar de ponta cabeça. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

10 comentários em “Madonna é acusada de tráfico humano, exploração sexual e fraude pela Federação Mundial Etiópie ”

  1. Claro que todos irão cair!
    Madonna é uma alta celebridade que irá começar a despertar de muitas pessoas
    Ja foram presos e acusados tantos de Hollywood, mas a mídia abafa.
    Quanto maiores e mais famosas as celebridades, menos conseguirão esconder

  2. Diante de tudo que li aqui sobre a trajetória de vida desta Má-Dona, recordei uma frase de W.B. PitKin que diz: ” A RAÇA HUMANA CHEGOU A UM IMPASSE DO QUAL SÓ PODE ESCAPAR VIA ESTUDO DOS SEUS DEFEITOS E IMPERFEIÇÕES”. Porém, isso ele escrevera em 1932. Estamos em 2023 e de que adiantou estudar a mentalidade comportamento humano? Psicologia? Psiquiatria? neurociência? serviço social? direitos humanos? E.C.A!
    Quem sabe este escritor que tratou de falar sobre a estupidez humana, ele estivesse imaginando humanos (seres com resquícios de um Espírito nobre em sua essência, mas, já em decadência moral e racional) e não se referindo a seres humanoides possuídos e comandados por demônios.
    O impasse atual é como continuar a viver neste mundo totalmente corrompido e caótico, o qual já foi designado de inferno, propriamente dito, por muitos!
    Um olhar interno para si, um contato com o que há de mais humano em nós, talvez, seja o caminho pra enxergarmos uma saída.

    1. Cara A do Agreste, o verme pipkin como todo judeu era ótimo em inventar teorias e procedimentos que aparentemente se apresentam como pertinentes, e como sempre enganaram, enganam e enganarão os otários gentios, goyin.
      Talvez em sua observação esteja exemplificada a proposta que afirmo ser a solução para o problema: SÓ A MATANÇA TEM ALGUMA SERVENTIA NOS MOMENTOS ATUAIS!
      Ou a humanidade entende isso e se prepara, ou acabou para a humanidade.
      Tentar garantir o coexistir entre humanos e umanos NUNCA irá dar certo, pois todo corpo parasitado (o ser humano) SEMPRE é exterminado pelo parasita (umanos).

  3. Essa história não lembra nosso Bolsonaro? É igualzinha. Pela preservação da cultura negra na África, etc. Ela nunca foi santa mas quem é a a Etiópia para protestar contra ela? Um dos países mais pobre da região, a única coisa que tem de bom lá é aquele café que um pássaro come e defeca os grãos e vendem por uma fortuna.
    Procurei no Google sobre essa federação e não tem nada, nada mesmo. Lugar que recebeu muito dinheiro do Brasil através do luladrão.
    Agora começa a perseguição, já estão dizendo que a Angelina Jolie é igual e por aí vai. Se esses filhos que ela deu vida, vc acha que eles já não tinham sido usados de todas as maneiras antes dela salvá-los? E que provavelmente já teriam sido mortos se ainda estivessem lá. Ela pode não prestar mas deu a chance a eles e quem não presta mesmo é a Etiópia. Desculpe mas nada mais presta nesse mundo nesse momento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *