Itália: Roma e Milão, milhares de pessoas nas ruas contra o passaporte de vacinação

Karina Michelin

Karina Michelin

Piazza del popolo 09-10-2021

Uma grande manifestação pacífica internacional foi realizada neste sábado em Roma, na Piazza del Popolo, que contou com a participação de milhares de pessoas. Todos os manifestantes foram às ruas em defesa das liberdades fundamentais, contra o passaporte de vacinação e contra as medidas liberticida impostas pelo governo.

A manifestação não era para ser politizada e nem mesmo ideológica, famílias, crianças, idosos, trabalhadores, médicos e até mesmo um juiz, se uniram para exprimir suas indignações e defender seus direitos. Mas, como em todas manifestações legítimas “soberana” organizada pelo povo, infiltrações e anarquias são inseridas no contexto propositalmente para desqualificar o real propósito.  

Trabalhadores caminham pacificamente e são impedidos de continuar o cortejo pela policia

Os progressistas (comunistas, esquerdistas) atacaram os manifestantes chamando-os de no-vax ( anti- vacina) e  fascistas, e mais uma vez a guerra ideológica foi armada- velha tática comunista. O grande problema é que a máquina midiática do progressismo militante, busca encobrir repetidamente suas culpas, que resultaram em milhares de mortes. Sem contar o lobismo criado em torno desta pandemia, orquestrado por eles. 

A manifestação que foi autorizada, foi aderida por milhares de pessoas de forma pacífica, mas por volta das 16 hs alguns manifestantes da Piazza del Popolo decidiram  ir até o sindicato dos trabalhadores em um cortejo, que atravessou o centro de Roma. Mais de 6 mil manifestantes caminharam pelas ruas, causando conflitos com os policiais que tentavam dispersar a população com um hidrante e gás lacrimogênio. Alguns manifestantes exaltados invadiram a sede do sindicato e culparam a instituição por não defender o direito dos trabalhadores, que serão obrigados a partir do dia 15 de outubro a apresentar o passaporte de vacinação nos locais de trabalho público e privado.

momento em que a sede do sindicato foi invadida

O sindicato dos trabalhadores por sua vez, enfrentou os trabalhadores manifestantes e soltou um comunicado:

sede do sindicato dos trabalhadores em Roma, se unem contra os manifestantes trabalhadores

A sede da Cgil foi atacada e devastada hoje em Roma durante uma manifestação contra o passaporte de vacinação . Este é um ataque vil, fascista . Um ataque à democracia e a todo o movimento operário que iremos repelir. Um comício acontecerá amanhã de manhã (hoje) em frente à sede da CGIL. Obrigado por todo o apoio e solidariedade aos sindicatos e sindicalistas da Europa e de todo o mundo. Unidos nós resistiremos.”

Nesta briga ideológica até mesmo os sindicalistas se opõem a própria classe trabalhadora, essa que deveria ser tutelada e defendida por eles, todo ato de violência deve ser condenado e punido, mas não podemos ignorar as vozes que clamam por seus direitos pacificamente há meses e condenar o movimento legítimo por atos isolados de poucas pessoas mal intencionadas. Essa cena nos traz alguns fatos para se ter em mente. O primeiro é que, a esquerda não tem nenhuma moral para julgar o adversário, ela sempre foi baseada na primazia da hipocrisia, eles nunca hesitaram em realizar as piores ações contra pessoas, povos e instituições e nunca pediram desculpas a ninguém por isso.

Os comunistas e pós comunistas acusam qualquer um que vá contra sua ideologia, a única arma que eles tem em mãos é acusar a todos de fascistas, quando na história os maiores terroristas faziam parte de suas famílias. 

A guerra dos progressistas contra a direita será eterna, o mecanismo é manipulado, os hipócritas fizeram de suas intolerâncias uma profissão, qualquer pessoa que tentar manifestar o oposto será liquidado pelo sistema corrompido por eles há décadas. 

Todo o ato de vandalismo e terrorismo tem que ser punido, pelas devidas instituições de forma neutra e apartidária, mas o que vemos é que só a oposição à esquerda é atacada, julgada e criminalizada diariamente, a democracia que eles tanto defendem pertence somente à eles.

Não podemos esquecer que o partido comunista italiano tinha uma forte ligação com o partito comunista soviético, onde eles aprisionavam seus opositores e os mandavam para o Gulag  (Trabalho Corretivo). Sistema de campos de concentração e trabalho forçado, de acordo com a lei soviética. Concebido no ano de 1930 para prender “criminosos” de todos os tipos. 

Esta é a estratégia usada por eles, para destruir seus opositores, eles nunca terão respeito pelos seus adversários. Durante esta pandemia podemos verificar que eles estão alcançando seus objetivos. Usam as ações que um dia foram de seus inimigos, ativam o crime organizado, se infiltram em manifestações legítimas usando a velha tática e estratégia do caos, enviam meia dúzia de violentos para protagonizarem as notícias nos seus jornais,  para depois justificar a violência com mais violências e punições. Assim funciona a tirania.

Felizmente, a cada dia que passa os cidadãos estão começando a identificar quem são os verdadeiros delinquentes. Por onze sábados consecutivos em várias cidades italianas as manifestações estão acontecendo, e o número de pessoas aumentam significativamente em cada uma delas. A mídia por sua vez mantém o silêncio ensurdecedor, cancelam das redes sociais as imagens e desqualificam o movimento. 

O passaporte de vacinação começa entrar em colapso antes mesmo de entrar em vigor, algumas empresas estão começando a pedir o adiamento, por perceber que terão um enorme problema com a mão de obra que já é escassa. Uma greve está sendo organizada para os dias 11 e 15 de outubro, dia que “supostamente” deve entrar em vigor o passaporte de vacinação, ou melhor dizendo: passaporte do caos

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

6 comentários em “Itália: Roma e Milão, milhares de pessoas nas ruas contra o passaporte de vacinação”

  1. Excelente trabalho jornalístico Karina! Continue neste caminho de nos mostrar o olhar europeu sobre a “plandemia” impetrada por governos e organizações corporativas interessadas no controle social, na administração do uso da força e na manipulação de informações.
    Congratulações!
    Atenciosamente,
    Marcus Yuri.

  2. Isabela Ivens de Araújo

    Parabéns Karina pelo trabalho verdadeiro é excelente! Nós precisamos de pessoas assim! Verdadeiras nas suas reportagens e q defendem todos os cuidadões e seus direitos!! Os comunistas querem sempre inverter as coisas!! E para se manterem no poder, continuam com a corrupção e a querer impor suas mentiras para encarcerarem as pessoas!!

  3. L’insolenza che trovo, da italiana, più disgistosa, è la prontezza con la quale i carrieristi politici minacciano ritorsioni legali verso coloro che “osano criticarli”, polemizzare contro la loro condotta doppia o traditrice, ipocrita e doppiogiochista.
    Molti, per me, sono soltanto delle vergognose parodie, forti del fatto che le personalità costitutive dei più alti modelli di virtù, ai quali da sempre i popoli europei potevano trarre spunto per condurre una vita onesta, dignitosa, sono stati defenestrati ad uno ad uno, per prendervi posto sostitutivo delle imitazioni da circo, mediatico o parlamentare.

  4. Infelizmente muitos sofrerão com esse ‘mecanismo’ de manipulação engendrado pelos donos dos ‘poderes’, o stablishment vem há décadas costurando para implantarem o governo totalitário mundial, tudo esta aparelhado por “eles”, só vão deixar o PODER quando forem eliminados, prevejo tempos cada vez mais sombrios…

  5. Parabéns por ser sempre oportuna em suas matérias. Logo teremos essas sanções querendo ser impostas aqui no Brasil. No estado do Ceará o governador promulgou um ato em que obriga que para haver culto religioso todos devem ser vacinados, apresentarem carteira de vacinaçao e teste negativo do Covid-19 – isso é esse maldito passaporte. Começa assim! E outra, não pode acontecer reunião (culto) com mais de 300 pessoas. Acho que precisa acontecer uma “desobediência geral” para acordar desse sono da ignorância. Acorda Brasil!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *