Israel: O País que mais vacinou no mundo, anuncia a quarta dose da vacina contra o COVID-19

Karina Michelin

Karina Michelin

Salman Zarka

O epidemiologista, Salman Zarka, considerado um dos maiores especialistas israelenses, em uma entrevista a rádio pública Kan em Tel Aviv neste último fim de semana, divulgou que o País irá se submeter a quarta dose da vacina contra o COVID-19.

Zarka disse: “O SARS-CoV-2 está entre nós e continuará entre nós, devemos nos preparar para a administração de uma quarta dose. Essa será a nossa vida de agora em diante, viveremos em ondas ”.

Uma entrevista um tanto quanto desanimadora para um País que serviu de laboratório mundial. Em Israel, mais de dois milhões de cidadãos já receberam a terceira dose da vacina com a mesma droga usada nas primeiras duas doses, portanto não modificada para combater a variante Delta. A variante Delta é galopante no país e causou um aumento dramático nas infecções nos últimos dias, estabelecendo um novo recorde desde o início da pandemia. Nesse contexto, cerca de 90% dos novos pacientes que estão hospitalizados ou que morreram com a infecção foram vacinados com as duas doses.

Salman Zarka disse estar convencido de que entre o final de 2021 e o início de 2022, o país poderá distribuir e inocular novas vacinas desenvolvidas para neutralizar a ação das variantes. Comentando sobre a situação atual de Israel, Zarka revelou uma emergência sanitária sem fim. “Agora temos que considerar a chegada de outras variantes, como a nova que vem da América do Sul. Pensando nisso, e na diminuição da eficácia das vacinas para poucos meses após a administração, precisaremos de reforços constantes. Na melhor das hipóteses, uma a cada ano, como sempre foi feito para a gripe sazonal, mas talvez para esse vírus até duas vezes por ano, ou a cada cinco ou seis meses ”.

Enquanto isso, o ministro da Saúde israelense, Nitzan Horowitz, disse que o Green Pass (passaporte de vacinação) expirará 6 meses a partir da data em que a segunda ou terceira dose foi injetada. O ministro ainda frisou que a terceira dose será seguida da injecção de uma quarta dose da vacina, prevista para os próximos meses.

A decisão de prosseguir com a administração de uma quarta dose de vacina é motivada principalmente pela disseminação das novas variantes de Covid (neste caso a Delta) e pelas evidências científicas relacionadas com o declínio progressivo dos anticorpos e a consequente redução da eficácia da vacina com o passar dos meses.

Para todos aqueles que pensavam que tomando o soro milagroso iria se livrar desta Pandemia, que estaria livre de pegar a doença, que se tornaria imortal, que a economia iria voltar e que sua vida voltaria ao normal. SE ENGANOU!

O que parecia ser uma teoria da conspiração para muitos, se demonstra a cada dia a nossa mais pura realidade.

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *