Flórida: Disney World suspende a obrigatoriedade da vacina para todos os seus funcionários

Karina Michelin

Karina Michelin

O governador da Flórida, Ron DeSantis, assinou uma lei proibindo aos empregadores de exigir a obrigatoriedade de vacina contra o Covid-19 aos seus funcionários. 

Segundo comunicou a FOX 35, os funcionários da Walt Disney World na Flórida receberam um memorando da empresa onde dizia que, eles não precisavam mais ser vacinados contra o Covid-19 para ir trabalhar.

Uma declaração de um porta-voz da Disney enviada à FOX 35 disse: “Acreditamos que nossa abordagem com relação a obrigatoriedade da vacina tem sido a correta, pois continuamos a nos concentrar na segurança e no bem-estar de nossos funcionários e visitantes, verificamos que mais de 90 por cento dos nossos funcionários na Flórida já estão totalmente vacinados. Abordaremos os desenvolvimentos jurídicos conforme apropriado.

 

Na última quinta-feira (18) Ron DeSantis, assinou uma lei banindo a exigência de vacinação aos trabalhadores, seja eles do setor privado, público e escolas. A violação da lei sujeitará as pequenas empresas a pagar uma multa de $10.000 dez mil dólares por violação de funcionários, já para grandes empresas com mais de 100 funcionários a multa será de $50.000 cinquenta mil dólares por  violação. 

Um mandado federal de vacinação para as empresas com mais de 100 funcionários deveria entrar em vigor em 4 de janeiro, mas foi temporariamente suspenso por um tribunal federal, uma vez que os recursos legais foram impostos. 

Um funcionário da Walt Disney, Nick Caturano que trabalha há 16 anos na empresa relatou à FOX 35 – “Todos querem voltar ao senso de normalidade, e todos esperavam que as vacinas desse certo, mas as pessoas estão contraindo o vírus mesmo assim e separá-las  já não faz sentido.

O gabinete do governador Ron DeSantis emitiu um comunicado evidenciando o cumprimento da lei pela Walt Disney World, e espera que esta semana outras empresas sigam o mesmo exemplo – aplicando a  lei e alterando suas políticas de vacinação. 

Segundo DeSantis ninguém pode perder o emprego por causa destes mandados. Ele espera que as empresas que tenham suspendido ou demitido funcionários devido aos mandados de vacinação considere recontratar essas pessoas. 

A Flórida, graças à Ron DeSantis continua sendo o estado americano que mais protege os direitos dos cidadãos e as suas liberdades individuais, não é por acaso que o setor imobiliário explodiu nos últimos meses. Cidadãos de todo o mundo estão se mudando para o Estado onde a liberdade é lei.

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

3 comentários em “Flórida: Disney World suspende a obrigatoriedade da vacina para todos os seus funcionários”

  1. A única diferença entre um vacinado e um “não vacinado”, é que o vacinado tem um papel (PASSAPORTE SANITÁRIO) que o autoriza a transmitir o vírus Covid-19. Ele está legalmente protegido pela justiça para praticar a “contaminação involuntária”.

    Se a vacina é boa e te protege, qual é o problema de quem não se vacinou? Se vc está preocupado com o não vacinado, é pq vc não acredita na vacina. Se não acredita na vacina, de que adianta os outros se vacinarem? Se a vacina funciona, para que 3° dose? Quando será a 4a dose?

    #liberdadenaotempreco
    #passaportesanitarionao

    1. Compartilho dessa opinião! Esse questionamento temos feito desde que começaram a falar sobre o “passaporte” e antes, sobre os “reforços” de vacinação. Ainda tenho muito receio dos efeitos dessas inoculações. Pessoas muito próximas(irmã médica) que foram inoculadas instigam outras(meus filhos, agora maiores de idade…!) a se inocular e acabo sendo tratada como um pária dentro da própria família. Faz mais de 2 anos que não me encontro com meus pais pessoalmente. Me impediram caso não fosse inoculada antes. Deus nos proteja desse mal que o sistema está impondo…

  2. Resumindo a PANDEMIA!!!

    – Mentiram sobre a origem do vírus;
    – Mentiram sobre lockdown;
    – Mentiram sobre máscaras;
    – Mentiram sobre “achatar” a curva;
    – Mentiram sobre opções de tratamento aos infectados (que foram criminalizadas);
    – Mentiram sobre a imunidade natural;
    – Mentiram sobre a mortalidade das intubações;
    – Mentiram sobre a periculosidade do vírus, em especial para jovens e crianças;
    – Mentiram sobre a eficiência das vacinas;
    – Mentiram que as vacinas só “funcionam em conjunto” (hãã?);
    – Mentiram sobre os riscos das vacinas;
    – Mentiram sobre o retorno da liberdade !!!

    E ESCONDEM OS MORTOS pelas vacinas, ignoram a ineficiência das medidas sanitárias, censuram os críticos, perseguem médicos, prendem jornalistas, tiraram o direito à existência dos não-vacinados, criminalizam todos os políticos e funcionários públicos que não concordam com essa insana tirania sanitária.

    Até quando vamos negar que são PSICOPATAS CRIMINOSOS e que estão em guerra contra a população?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *