Pular para o conteúdo
Pesquisar
Close this search box.

ALERTA: China testa cepa mutante de Covid com “mortalidade de 100%” que mata em oito dias deixando cientistas “surpresos”

Karina Michelin

Karina Michelin

Especialistas alertaram a China para parar com essa “loucura”, pois estão testando uma cepa mutante de Covid que tem uma taxa de mortalidade de 100% em “ratos humanizados”.

Médicos e especialistas disseram que os testes são “cientificamente inúteis” e que esta “loucura” tem de ser interrompida “antes que seja tarde demais”.

O vírus mortal – conhecido como GX_P2V é um “coronavírus pangolim”, é uma versão mutada do GX/2017, um primo do coronavírus que teria sido descoberto em pangolins malaios em 2017 – três anos antes da pandemia.O vírus mortal GX_P2V atacou os cérebros de ratos que foram projetados para refletir uma composição genética semelhante à das pessoas, de acordo com um estudo divulgado na semana passada em Pequim.

Os médicos que foram treinados pelos militares chineses, descobriram que todos os quatro ratos testados perderam peso e seus olhos ficaram brancos em cinco dias. O vírus GX_P2V infectou os pulmões, ossos, olhos, traquéias e cérebros dos ratos mortos, o último dos quais foi grave o suficiente para causar a morte dos animais. Além disso, o vírus se espalhou para o cérebro e os pulmões levando-os a óbito em oito dias – o que deixou os cientistas “surpresos

O estudo é o primeiro deste tipo a relatar uma taxa de mortalidade de 100% em ratos infectados pelo vírus relacionado com a COVID-19 , superando e muito os resultados relatados anteriormente de outro estudo – escreveram os investigadores.

Os cientistas disseram:

Esta descoberta sugere que uma infecção cerebral grave durante os estágios posteriores da infecção pode ser a principal causa de morte nesses ratos”.

“Até onde sabemos, este é o primeiro relatório que mostra que um coronavírus pangolim relacionado ao SARS-CoV-2 pode causar 100% de mortalidade em camundongos hACE2, sugerindo um risco de o GX_P2V se espalhar para os humanos.”

“Devido à propensão dos coronavírus de sofrerem mutação adaptativa durante a cultura de passagem, clonamos e analisamos mutações em GX_P2V, focando especificamente na patogenicidade das cepas clonadas.”

O artigo acrescentou:

“O mecanismo de alta patogenicidade de GX_P2V C7 em camundongos hACE2, na ausência do controle GX_P2V de tipo selvagem, requer investigação adicional”.

François Balloux, especialista em epidemiologia do Instituto de Genética da University College London, alertou:

“Não consigo ver nada de vago interesse que possa ser aprendido com a infecção forçada de uma raça estranha de ratos humanizados com um vírus aleatório.Por outro lado, pude ver como essas coisas podem dar errado.”

Um professor aposentado de medicina de StanfordDr. Gennadi Glinsky, alertou:

“Essa loucura deve ser interrompida antes que seja tarde demais!”

A pesquisadora e virologista chinesa Dra. Li-Meng YAN, exilada nos Estados Unidos, trabalhou na Escola de Saúde Pública de Hong Kong. Em 2020 afirmou ter provas de que o vírus Sars-Cov2, que causa a COVID-19 foi criado no laboratório de Wuhan. A virologista chinesa publicou em sua conta no X que esse vírus mortal GX_P2V é mais uma arma biológica, ela escreveu: 

Expliquei o novo coronavírus mortal em 7 de janeiro• O coronavírus GX_P2V produzido em laboratório pode “potencialmente” infectar cérebros humanos, de acordo com a última pesquisa do General de Armas Biológicas do Exército de Libertação Popular, Yi-Gang Tong. • No 2º Relatório Yan de outubro de 2020, analisamos por que os coronavírus pangolim GX_P2V e outros são vírus FALSOS, que NÃO existem na natureza. Esses vírus são criados para cumprir a origem natural do #COVID19 porcientistas militares e civis. #UnrestrictedBioweapon • Meu tweet original e links relacionados https://x.com/DrLiMengYAN1/s tatus/ 1744076610343702903 ?s=2

Simplificando, “os militares do Partido Comunista da China sintetizaram este pseudovírus em laboratório e descobriram que também pode ser usado como arma biológica ( assim como o Covid-19), podendo infectar o cérebro humano, com uma taxa de mortalidade ainda mais elevada” – concluiu Li-Meng.

A guerra está em andamento, a China não precisa disparar mísseis e bombas, eles disparam vírus silenciosos capazes de causar uma destruição maior que uma bomba atômica – silenciosa e invisível.  

© Todos os direitos reservados

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

7 comentários em “ALERTA: China testa cepa mutante de Covid com “mortalidade de 100%” que mata em oito dias deixando cientistas “surpresos””

  1. Todo país totalitário deveria ser bloqueado pelos não totalitários na tentativa de fazê-los desaparecer do mapa

    O ideal seria a sociedade não conviver mais com países onde não há Liberdade

  2. Caros, Autora e leitores!
    O que observo é que VÍRUS NÃO EXISTE, isso é uma falácia de um completo salafro respaldado por uma mega organização criminosa sabotadora, as FARMÁFIAS!
    Vírus são apenas os “sacos de lixo” no líquido intersticial (entre as células, o líquido que lubrifica e protege as superficies de contato) de todos organismos vivos coletados no sangue após esses serem descartados.
    É evidente que as sequelas provocadas pelas agressões de bactérias, bacilos, protozoários, fungos, etc. geram resíduos idiossincráticos, ou seja, cada tido de agressor em cada tipo de célula, com personagens químicos pertinentes são as matrizes da construção de cada saco de lixo, de cada vírus!
    Resumo da ópera, vírus é uma grande mentira que encheu o rabo de dinheiro de todos os envolvidos na agenda e garantiu a inoculação das mais brutais sabotagens nos organismos de todos e garatir o controle não só social, mas sobretudo FISIOLÓGICO e PSICOLÓGICO de toda a sociedade.
    Repito sempre: MENS SANA IN CORPORE SANO!
    Então fica a pergunta que não quer calar, o que é o tal covid e sua cepa newage?
    Simples: todos cromossomos que não são como somos, é um RESSONADOR, uma antena em última análise!
    E como toda antena recebe um sinal e repica-o e eventualmente, como em caso de estações repetidoras, potencializam, amplificam o sinal recebido.
    Tudo no universo é eletricidade, é intercâmbio ressonante, vibração e diferença de potencial (estudar entropia e entalpia), e isso entendido o que acontece é que até um determinado “saco de lixo” têm uma resposta determinada por um sinal, pois tendo esses sacos resíduos genéticos, fragmentos, ele recebe o sinal picado, pois está com tamanho limitado e só capaz de reagir de uma forma específica, e emite-o de forma anormal, como um ruído, e tal ruido interfere na comunicação (vibração e ressonancia naturais) gerando o que chamamos de covid no caso.
    Para entendermos o que aafirmo de forma peremptória e terminal é fundamental o abrir mão da preguiça, é fundamental estudarmos o trabalho estupendo de dois médicos de antanho, Georges Lakhovisky e Royal Raimond Rife, e seguido por dois mais recentes, dra. Hulda Clark e Robert Becker!
    Abomino dar minha opinião, vomitar meu parecer particular, ou achar que minha opinião é incrível o suficiente para qaue eu a manifeste, dessa forma busco embasar a todos, garantindo material que poderá garantir o entendimento holísitico, epistemológico.
    De outra forma estaria eu aqui fazendo um desserviço, pois o manifestar de opiniões vazias e sem uma solidez epismetemológica seria defecar no site alheio, e assim, de forma a respeitar e contribuir com o trabalho da autora e seus colaboradores autores, busco sempre garantir material a todos que possam de alguma forma gerar o desenvolvimento mental dirimindo as chances da manifestação chorume sem serventia!
    Agradeço a todos por seus tempos.

      1. Caro Jeca, não fiz, opto por seguir uma linha desenvolvida por mim, mas ela segue também a linha da ressonancia, entendo mais pertinente a proposta de Lakovisky, que é a mesma de Antoine Béchamp, que é o defensor mais conhecido da teoria do terrene que preconiza que o que conta é o ambiente e não o agente patogênico.
        Entendo que os patógenos só se manifestam em ambiente propício, e mesmo que ousem tentar se manifestar em ambiente afinado irão fatalmente dançar, pois não é ambiente salutar.
        è exatamente a questão de umanos!
        Umanos são lixos, chorumes e exigem o estado paternalista, exigem serem tratados com igualdade, pois são incapazes em um mundo competitivo que EXIGE a qualidade como premissa básica do existir, e se forem deixados por conta deles irão morrer, daí o estado putrefato, degenerado e degenerador se faz fundamental!
        Mas só nasce lixo quando a desseletividade dá o tom, e essa é alcançada pelo alcool, essa desggraça garante mulher fácil, e mulher fácil é garantia de degeneração existencial!
        Mas o alcool só vira algo salutar quando HUMANOS já estão degenerados, e humanos degenerados já existem há mais de 3 mil anos, vide algumas parábolas ilustrativas.
        A saber, o santão salvador transformou água em vinho, mostrando que ele não vinha para gerar saúde, mas miséria, e mesmo assim é visto como salvador!
        In vino veritas, in aqua sanitas!
        Essa frase é estupenda, pois mostra que em tempos romanos, e até anteriores, a dgeneração era a música, visto que se fazia necessário o vinho para que a verdade fosse proferida, mostrando que a covardia era exuberante!
        Como mosro, em mínmos detalhes a evidencia do mal é total!
        Daí, preconizo o Lakovisky e não a Hulda, o Becke ou o Royal Rife, embota veja a todos como médicos estudiosos e não mérdicos, lixos abomináveis!
        Mas se vc fez e está funcionando, aplaudo, até porque com mens sana terás corpore sano e com corpore sano entenderá perfeitamente o que afirmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Karina Michelin

Posts relacionados