Pular para o conteúdo
Pesquisar
Close this search box.

Supremo Tribunal Espanhol diz Não ao passaporte de vacinação

Karina Michelin

Karina Michelin

Supremo Tribunal Espanhol

O Supremo Tribunal espanhol estabeleceu a total inconstitucionalidade do passaporte de vacinação para poder entrar em locais públicos.

É a primeira vez que um tribunal superior de um Estado-Membro da União Européia se pronuncia contra o uso de passaportes de vacinação.

Não é o primeiro tribunal espanhol a se pronunciar contra os passaportes de vacinas, mas é o mais importante. Até agora, apenas cinco das 17 regiões autônomas da Espanha – Ilhas Canárias, Ceuta e Melilla, Andaluzia, Cantábria e Galiza – propuseram o uso de passaportes de vacinas para restringir o acesso a espaços públicos. E todos foram rejeitados pelos juízes locais.

Recentemente, vimos que a Dinamarca decidiu suspender todas as restrições impostas para o controle do vírus e agora vemos os líderes do judiciário espanhol também se desassociarem do plano da elite global.

O plano globalista segue forte na Austrália, Israel, Grã-Bretanha, França e Itália todos seguindo ao pé da letra a cartilha de Davos, todos trabalhando fortemente para o Great Reset.

Enquanto isso os juízes espanhóis seguem a cartilha da constituição, do civismo, do bom senso e da justiça. É uma guerra de braço de ferro, vamos ver quais serão os países da resistência no globo.

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Karina Michelin

Posts relacionados