Pular para o conteúdo
Pesquisar
Close this search box.

O próximo alvo dos globalistas: Amazônia

Karina Michelin

Karina Michelin

A guerra midiática tem um novo alvo a destruir: A Soberania de um País chamado BRASIL.

Ontem foi ao ar na Itália um programa especial sobre a Amazônia, exibido pelo canal RAI 3 em horário nobre, intitulado: “Guerra à Amazônia”

A Rai 3 é conhecida por ser um canal com um viés extremamente de esquerda, e através deste programa pude observar que a agenda globalista está mais rápida e orquestrada do que nunca. O programa cruzou o Brasil para narrar como os incêndios criminosos e a sistemática extração ilegal de madeira, o silêncio e o desmantelamento da polícia ambiental estão “ganhando o jogo contra a Amazônia”. Eles afirmaram que milhares de quilômetros de floresta tropical desaparecem ano após ano para financiar os interesses de agricultores e pecuaristas apoiados pelas políticas do presidente brasileiro Jair Bolsonaro.


O alvo deste programa era claro: Jair Bolsonaro, que foi classificado como a maior ameaça para o meio ambiente e para o povo Brasileiro. Ana Cavazzini, Presidente da Comissão Europeia do Mercado Interno e da proteção do consumidor, afirmou que eles precisam “exportar controle” para dentro da Amazônia, visto que não se pode confiar nos controles do Governo Brasileiro.

Tudo esta se desenhando perfeitamente:

O coordenador do grupo Rede Estados Unidos para Democracia no Brasil, James Green, afirmou estar trabalhando para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Congresso Americano para “investigar o desmatamento da Amazônia”.
A Guerra à Amazonia está em andamento e uma coisa está muito clara: Biden, Macron, Merkel e companhia não estão para brincadeira, eles querem a Amazônia a qualquer custo e rápido.

A guerra midiática tem um novo alvo a destruir: A Soberania de um País chamado BRASIL.

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

1 comentário em “O próximo alvo dos globalistas: Amazônia”

  1. Cara Karina, resolvi passear pelo seu site, e mergulhei agora nas matérias menos recentes, e estou gostando realmente do que vc faz!
    É um trabalho nobre que precisa ser mais valorizado!Essa matéria está de uma atualidade sincrônica!
    Hoje o canadá do fecalopata dejeto filhote de fidel e de mãe infiel está numa fase piromaniaca de dar inveja a Hefaistor, Hefesto na distópica grafia atual, vulgo Vulcano!
    Mas nada se fala em defesa das árvores canadenses, sequer o maple, sorgo em português, a árvore símbolo da bandeira canadense!
    A extenção da floresta canadense é maior que a amazônio, só perde por muito pouco em massa viva, mas essa não interessa pois já está na mão dos dejetos!
    Mas aqui estou não para falar isso, mas para alertar que há uma agenda EXPLÍCITA de relacionar o trafico/abuso/estupro/sequestro infantil e de orgãos e adrenocrome com a floresta amazônica!
    Percebo cada vez mais a vinculação a tribos indígenas, a simetrização do tráfico infantil com a exploração sexual de meninas em todo norte e nordeste brasileiro feita pelos coroné e suas escumalhas! O Pará é sabidamente um estado criminal, com um poder paralelo jaguncista zilhares de vezes mais atuante que o estado, aliás, o estado está a mando dessa organização criminal, vide a hereditariedade criminosa da famiglia barbalho (que tipo de povo lixo vota nesses excrementos ou não poercebe que tais lixos só emplacam com voto eletrônico?), vide o excremento vianna no amapá, que hoje já está com quase 80% das terras sequestradas por mafias travestidas de ongs (não é coincidência o crime dominante alavancar travecas), assim como Roraima que criminosamente FOI SEQUESTRADA DO POVO BRAZUCA por leis do salafro fhc e lula (e congresso e judiciário), mas sem esquecer o verme collorido e suas espetacularizações merdiáticas anti nucleares na serra do cachimbo!
    Hoje o que mais vemos na mérdia é manifestação de indignação com a miséria das crinaças indias, embora Não sejam elas as mais sequestradas e brutalizadas (a densidade populacional amazônica é muito baixa, não conseguiria suportar o tráfico infantil internacional nem um dia)!
    Lembro que os dejetos do bill hellgates e sua fundação JÁ FORAM NA AMAZÔPNIA SEQUESTRAR DNA DE UMA TONELADA DE ETNIAS, E TUDO SOB A BLINDAGEM DO ESTADO BRASILEIRO!
    Está aumentando de forma perigosa essa agenda de sequestro infantil vinculado à amazônia!
    Eu já havia desconfiado que esse filme hiperalavancado pela mérdia, inclusive com proibições que são sabodamente gatilhos de indução contrária só havia sido permitido porque seria útil para essa agenda maldita! Tanto é fato que foi lançado um filme bem mais realista e esse sequer consegui saber onde foi divulgado! Afinal não tinha como vincular à Amazônia!
    Enquanto essa lixeira hollywoodiana travestida de denuncia clichetada tem em todo seu trailer alusões aos borbotões de cenários amazônicos na agenda de sequestro infantil!
    Por que esses lixos desse filme não falaram de adrenocrome?
    Porque queriam fazer o filme ser aceito nas agendas merdiáticas???
    Mas de onde a macacada tirou que a mérdia controlada pelos lixos desde SEMPRE não ia saber lidar com as estratégias ambíguas de tergiversação do entendimento?
    Esse filmeco sound of freedon é um EMBUSTE, é uma cortina de fumaça para emplacar a opinião pública i-mundial a mobilização anti amazônia brasilis!
    A coisa está piorando de forma lépida, célere, e todos continuam embevecidos com os celerados!
    E assim finda o Brasil.
    A agenda dos lixos sempre foi a secessão de todas as grandes nações, vide os ataques a Russsia desde o o fim do sec retrasado, os EUA, e claro, o Brasil.
    E também nessa toada surge as mulas “conservadoras” que entendem que xingar nordestino e entendê-los asnos eleitores de lula é pertinente, sem entender que isso é agenda dos separatistas, o emplacar secessório, pois sabido é que divide et impera é a tônica!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Karina Michelin

Posts relacionados