Pular para o conteúdo
Pesquisar
Close this search box.

Ministro da saúde italiano: Façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço.

Karina Michelin

Karina Michelin

Roberto Speranza

Roberto Speranza afirmou através de uma entrevista ao jornal italiano “ La Stampa” que ainda não se vacinou e que fará a vacina daqui alguns dias com o seu médico de família.

O Ministro Roberto Speranza, vem sendo centro de polêmicas desde o inicio desta pandemia, foi ele quem revogou a ordem do dia no senado com quase unanimidade de votos a favor, para rever o protocolo de tratamento de cura: os médicos já disseram que tratar o vírus com paracetamol e dipirona é um erro. Por isso a importância de reconhecer o tratamento tempestivo( precoce) e reconhecer os dados científicos dos médicos de base, mas o ministro Speranza, ignorou os resultados positivos e eficazes destes médicos e pacientes que foram tratados em casa. Importante ressaltar, que aqui estamos falando de mais de 2.5 milhões de pessoas envolvidas, entre pacientes e médicos, um grupo que cresce a cada dia, liderado pelo advogado Erich Grimaldi “Terapia a Domicilio Covid-19 nelle regione”

A vacinação na Itália começou no dia 26 de dezembro de 2020, estamos no dia 16 de junho de 2021 e o próprio Ministro da Saúde de 42 anos ainda não se vacinou, quando deveria ser ele o primeiro a colocar o seu braço para jogo, não é mesmo?

De duas uma: ou ele acredita no tratamento imediato (ignorado por ele no Senado) ou ele não tem total segurança na vacina.

Atualização:

Depois de ter sido fortemente criticado, o Ministro Speranza se rendeu e acaba de ser vacinado no consultório do seu médico de base. Vale tudo para manter a poltrona.

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Karina Michelin

Posts relacionados