Kyrie Irving, estrela da NBA desabafa: “Eu escolhi não me vacinar, e eu pediria a todos que respeitassem minha escolha”

Karina Michelin

Karina Michelin

Após semanas de silêncio e após a decisão do Brooklyn Nets de afastá-lo da equipe esperando que ele se vacinasse, Kyrie Irving usou sua conta do Instagram para explicar em uma live as suas razões: “Me prometeram que haveria exceções, sem ser forçado a me vacinar. Não sou antivacina, só tento ser fiel ao que é bom para mim e sei quais são as consequências das minhas escolhas. Mas eu não vou me aposentar.

A decisão do Brooklyn Nets de colocar Kyrie Irving fora da equipe até que ele possa participar plenamente das atividades da equipe provocou muita reação em torno da NBA. Depois de tanto gossip e fofocas, Irving decidiu falar com seus 15 milhões de seguidores em uma livestream do Instagram na qual ele explicou sua posição:

Irving explicou que ele acreditava que poderia jogar a temporada sem ter que se vacinar: “Me prometeram que haveria isenções e que eu não seria forçado a ser vacinado.” E continuou:  “A obrigação de vacinação não era algo que eu tinha previsto e para o qual eu poderia decidir estrategicamente o que seria melhor para mim e minha família.

Eu escolhi não me vacinar, e eu pediria a todos que respeitassem minha escolha. Vou ficar em forma, pronto para jogar e me juntar aos meus companheiros de equipe para fazer parte de algo grande. A minha não é uma decisão política, não é sobre a NBA ou qualquer outra organização. É sobre minha vida e o que eu escolho fazer.

Irving continuou:

Ninguém deve ser forçado a fazer algo que não quer para o seu corpo: nós só temos um. Esta é a minha vida, eu posso fazer o que eu quiser e ninguém pode me dizer o que eu devo ou não fazer com ela. Meu objetivo não era ser retratado como um herói, como um vilão ou como alguém que vai contra as obrigações de vacinação. Mas ninguém pode sabotar minha voz e tirar de mim o poder que tenho falando sobre certas coisas.”

A decisão da estrela da NBA, colocou Kyrie Irving fora do time Brooklyn Nets, e ainda não está claro qual será o seu futuro dentro do time.  

Irving  descartou o rótulo anti-vax:

Por alguma razão estranha as pessoas gostam de jogar meu nome em um monte de bobagens. Não sou contra vacinas, não é uma questão de ficar em “lados” ou escolher lados. A questão é fazer o que eu acho que é certo para mim. Se você decidiu se vacinar, eu te apoio. Se você decidiu não fazê-lo, eu também o apoio. Ainda estou incerto sobre muitas coisas, e tudo bem. Se eu tiver que ser demonizado por ter perguntas e buscar respostas e tomar meu tempo para tomar uma decisão sobre a minha vida, tudo bem.

É algo que eu tenho que pensar, mas eu sei quais são as consequências das decisões que eu tomo.” A principal delas é a de não poder entrar em campo com meus companheiros de equipe, mas também a de perder 16 milhões de dólares, além da extensão de contrato de 181 com os Nets” – (de acordo com os rumores mais recentes) – não estariam mais dispostos a renová-lo. 

Eles me dizem: ‘Você vai perder muito dinheiro com essa história.’ E daí? Nem sempre é tudo sobre dinheiro. É fazer o que é melhor para você. Acha mesmo que quero perder dinheiro? Acha que quero desistir do meu sonho de perseguir um título? Que eu quero perder meu emprego, ou que eu quero ficar em casa sem ser capaz de ir com meus companheiros de equipe em busca do que queremos?

Basquete é o meu sonho em que trabalho desde o ensino elementar. Acha que quero perder o meu ganha pão por causa de uma obrigação? Por que não quero chegar a um acordo? Por que não estou vacinado? Por favor…. Eu não serei usado como um fantoche nesta história. Eu amo esse jogo, eu nunca quis ter deixado minha paixão, meu amor, meu sonho por causa dessa obrigação e pelo o  que está acontecendo no mundo.

“Às vezes, no entanto, é preciso tomar decisões que nos colocam em risco. É desagradável, mas é aqui que estamos em 2021. Sou um jogador de basquete de verdade. Meu legado será escrito para sempre. Sou grato por ter tido esse talento para poder atuar no mais alto nível. Mais neste momento não diz respeito mais apenas ao basquete. É muito mais que isso.” 

Kyrie Irving está deixando de ganhar U$17 milhões de dólares e corre o risco de perder seu contrato, mas mesmo assim continua firme nas suas convicções expondo altas doses de dignidade, dando um exemplo do que é cidadania e luta pelos direitos, isso que eu chamo de CORAGEM!

trecho da sua live em seu Instagram: @kyrieirving :

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

8 comentários em “Kyrie Irving, estrela da NBA desabafa: “Eu escolhi não me vacinar, e eu pediria a todos que respeitassem minha escolha””

    1. Maria Cristina Ciconet

      É correto você ter escolha de não se vacinar. Tem muitas informações que não são divulgadas das ocorrências pós vacina. Não temos que comparar outras vacinas que existem pois são anos de pesquisas com a da covid19 que é experimental. Parece que estamos na era de Hitler que fazia experimentos com humanos. Minha convicção também é não tomar a vacina. Cuidar sim, todos os cuidados e cuidar de sua imunidade com suplementos e boa alimentação.

  1. Acabei de ler no “Mídia Sem Máscara”
    Brandon Goodwin, jogador de basquete do Atlanta Hawks, da NBA, admitiu recentemente que teve coágulos sanguíneos após tomar a vacina contra o Covid-19, o que o levou a encerrar sua temporada e, possivelmente, sua carreira.

    Goodwin conta que a NBA disse a ele para ficar quieto.

    Leiam matéria completa aqui:
    https://midiasemmascara.net/vac-covid-bgoodwin-nba/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *