Egito e Portugal: a beira de uma Crise Alimentar

Karina Michelin

Karina Michelin

O trigo é essencial para a nossa alimentação e também é uma ferramenta de poder,
85% da produção mundial desse cereal se concentra em 10 países, sendo que a
maioria deles estão concentrados principalmente no hemisfério norte como os
Estados Unidos, União Européia, Rússia e China.

Muitos países são extremamentes dependentes das suas exportações para alimentar
a sua população, é o caso principalmente do Norte da África como: o Egito, Argélia e
o Marrocos.

A região do mundo que mais importa trigo é o Oriente Médio e o Norte da África,
esse último importa 30 bilhões de toneladas, fazendo o Norte da África a campeã
dessas importações, o que os deixa extremamente vulneráveis. O motivo dessa
dependência é simples – a água é rara nessa região do mundo, e possui poucas terras
cultiváveis, além dessa região ser marcada por um grande aumento demográfico
passando de 139 milhões de pessoas, para 500 milhões em 2021, e suas
necessidades agrícolas se multiplicaram por 6 desde os anos 1960.

O Trigo na Geopolítica

Grande parte do trigo importado nessas regiões citadas vem da França, ela exporta a
metade da sua produção sendo um dos poucos países que contribuem para a
segurança alimentar mundial, além da Ucrânia e Rússia.

Antes da guerra, Vladimir Putin tinha um projeto de criar um tipo de uma OPEP do
trigo com seus vizinhos, Ucrânia e Cazaquistão para reforçar o seu peso na
geopolítica (não é a toa que o trigo está sendo chamado de “ouro branco”), juntos
esses 3 países representam 20% das exportações mundial do trigo.

A Rússia exporta seu trigo principalmente para a Turquia, Síria, Irã, Líbia e Egito.

A França vem perdendo cada vez mais espaço no mercado argeliano para a Rússia,
devido ao preço mais barato, além de ser um trigo de qualidade.

Nós estamos em uma situação muito difícil. Deixe as pessoas de boa fé orar para
que o nosso Deus nos livre

ABDEL FATTAH AL-SISSI

presidente do egito

A Situação é crítica no Egito

Primeiro importador mundial de trigo, o Egito vê acumular sinais inquietantes para sua
economia a medida que a inflação sobe e sua moeda se deprecia.

A Guerra na Ucrânia traz consequências pesadas ao país; “O banco central eleva as
taxas de juros a 1 ponto pela primeira vez em 5 anos
”. Titula o diário Egípcio Al
Shorouk. A decisão foi tomada em reunião extraordinária em 21 de março para conter
a queda da libra egípcia, que perdeu quase 14% do seu valor em relação ao dólar
americano, na última segunda-feira.

Em fevereiro, a inflação já tinha chegado a 10% em base anual, impulsionado
principalmente pelo aumento de 20% nos preços dos alimentos em um ano, segundo
dados oficiais. A desvalorização da moeda egípcia encarece ainda mais as compras
de trigo nos mercados internacionais, o país importa 85% do trigo, principalmente da
Ucrânia e da Rússia.

No mercado local, o preço de uma tonelada de farinha aumentou quase 2 mil libras,
totalizando 11 mil libras (539 euros), e o preço do trigo em 1700 libras (426 euros).

O governo toma várias medidas para evitar falências em redes de padarias,
congelando o preço do pão, que há duas semanas teve um aumento de 50% – o
governo também estuda melhorar os salários afim de conter a alta nos preços.

Portugal a beira do colapso alimentar

Além da disparada nos preços de energia e dos combustíveis gerada pela guerra na
Ucrânia e Rússia, dois dos maiores fornecedores de grãos do mundo, está causando
aumento descontrolado no preço das matérias-primas essenciais para a produção de
alimentos, isso pode levar a uma introdução do racionamento em Portugal.

A venda de óleo de girassol por exemplo (que é usado em conservas) agora está
restrito nas lojas. As rações para animais destinadas ao consumo humano durarão até
abril, e vários produtos básicos terão um aumento de 20 a 30% nos próximos dias, e
ficarão inacessíveis para milhares de famílias de baixa renda.

Eduardo Oliveira e Souza, presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal
(CAP) disse: “Estamos em uma situação de emergência alimentar que não me lembro
de ter experimentado
”.

Também Gonçalo Lobo, presidente da Associação Portuguesa das Empresas de
Distribuição expressou: “O estoque de vários produtos , farinha para massas, por
exemplo, é tão reduzido que dentro um ou dois meses poderíamos chegar a um
racionamento, como nos anos 1970
.”

A produção nacional de trigo cobre de 5 a 10% do consumo, mas este ano se aproxima
a zero devido a seca.

O milho que é o principal componente da alimentação animal passou de 300 euros a
tonelada, para 420 euros a semana passada – as rações aumentaram de 25 a 30% e
o setor pode entrar em colapso.

O preço do porco vai aumentar 0,40 euros por quilo (30%), e os estoques durarão até
abril, depois disso os produtores não terão com o que alimentar os animais, podendo
faltar carne no país.

Os cereais também fazem parte da dieta dos peixes, que também deverão ter um  aumento de 20 a 30%. 

Em Portugal 2 milhões de pessoas vivem com menos de 450 euros por mês, e 500 mil dependem de ajuda alimentar – esse número deve subir muito nos  próximos meses. 

POR: LUCCAS LIMA

Fontes: 

https://www.courrierinternational.com/revue-de-presse/guerre-en-ukraine-inflation deux-chiffres-et-depreciation-monetaire-leconomie 

https://www.courrierinternational.com/article/prix-la-guerre-en-ukraine-place-le portugal-au-bord-dune-severe-crise-alimentaire 

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

2 comentários em “Egito e Portugal: a beira de uma Crise Alimentar”

  1. Caros, irei abordar as propriedades “nutricionais” do trigo que são nenhuma!
    O trigo é uma planta híbrida assim como o milho, com centenas de mutagenias por gerações e gerações. Ao contrário do milho, que foi mutado em busca de uma melhor qualidade volumétrica e nutricional, o trigo foi mutado para DEGENERAR!
    Se formos estudar o processo degenerativo perene da espécie humana veremos que o trigo foi importantíssimo nessa agenda!
    Inclusive uma das rasões primeva da insana queda de capacidade intelectual das últimas dez gerações, veremos que tanto o trigo como o açucar tiveram papéis principais.
    Hoje chamamos personagens de antanho gênios e em clima de saudosismo venera-se até gregos com mais de 2000 anos!
    E em arroubos de bestialidade chamamos de gênios também completos lixos de hoje em dia, como por exemplo o elon almiscarado e o bill portões (a lista é interminável, passando inclusive por aleijados em processos degenerativos que inventam aleijados universos). Um apenas um pop star merdiático e o outro um ladrão plagiador.
    Essa questão nos mostra de forma clara que há algo de completamente podre no reino da humanidade! E o trigo é talvez junto com o açucar e recentemente as vacinas as causas absolutas desse processo de apodrecimento. Aliás, tal degeneração é vista de forma patológica até nesse blog em comentários de desprovidos que se manifestam atacando mensageiro porque entendem que a mensagem é ofensiva, não percebem que a degenerações deles não é culpa do mensageiro, mas sim de suas próprias condutas e até ascendências!
    Mas vamos nos ater às questões “nutricionais” e não nos resultados da degeneração!
    Todo farináceo processado é nocivo de qualquer forma, a força vital fundamental a QUALQUER ALIMENTO não existe nesses processados, o que existe é algo como processados de defunto que é feito de restos triturados de todo tipo.
    O trigo é um caso a parte, ele vem sendo mutado por centenas e milhares de anos com foco no gluten, algo de de nutritivo nada tem! Já outros farináceos podem inclusive ter serventia nutricional se POUCO trabalhados, pois todo processo de farinação se dá através inicialmente do ESMAGAMENTO do grão, algo não diferente de nossa mastigação, e aí começa o esquema de destruição do fator nutricional, vem a desintegração por atritos, algo como cisalhamento dos grãos esmagados, e nesse processo qualquer vestígio nutricional vira literalmente pó!
    É importante ressaltarmos que o processamento de grãos se deu por conta de carateres migratórios de alguns grupos humanos, em guerras era fundamental prover os soldados de alimento facilmente assimilável e grãos são difíceis de digerir e exigem grande mastigação, o que não é adequado ao fornecimento de calorias em curtos espaços de tempo, ademais, soldados desatentos são alvos e alimentação nutritiva por excelência exige tempo de mastigação! Nos processos migratórios existe o problema, sério, das mudanças climáticas, e nada melhor do que fornecer energia/caloria de bate pronto, ou seja, a cocção se fez fundamental para o fornecimento rápido de calor em detrimento do valor nutricional. Em situações de combate o defunto tem um papel forte pois é necessária a bestialização do ser para que esse esteja afeito a trucidar aqueles os quais sequer conhece, e só ingestores de cadaverina conseguem esse patamar bestial! Profissões como de polícias não são adequadas a vegetarianos, o vegetariano tem muito menos propensão a comportamento de besta fera! E defuntos carecem de cocção para serem tolerados, para acelerar a digestão (aquecimento é processo catalítico, fazendo a pré digestão do lado de fora, reduzindo o trabalho digestivo dentro) e também para eliminar toxinas oriundas do cadaver, sobretudo amortizar a cadaverina!
    É evidente que a cocção gera fumaça e fumaça delata o inimigo, mas ao mesmo tempo garante grande quantidade de GORDURA, fundamental como reserva nutricional, dessa forma as armas e tecnicas de segurança foram aperfeiçoadas por conta desse fator.
    Mas o pão, seja ele de qual grão for, supera essa questão, pois forno gera pouca fumaça e fumaça dirigida, permitindo um mascaramento e até armadilha para o adversário. E pão tem tanto a energia instântanea do carboidrato como a gordura reserva alimentar e é palatável ao extremo, garantindo o ânimo da tropa. Não por acaso o pão se fez alimento internacional! Dura uma barbaridade se bem assado, é transportável facilmente, ao contrário de grãos que se tiverem seus receptáculos maculados são perdidos, é algo sensancional para qualquer agenda migratória!
    Mas junto a ele veio a armadilha do refino, pois refino garante assamento muito mais rápido!
    O trigo, mutado e já degenerado é gerador de muco, e se refinado é o muco em si mesmo!
    Mucos geram canceres, diabetes, corrimentos, fedores corporais (sim, não por acaso o perfume é criação de franceses que são panificadores por excelência), mas sobretudo, a causa de todos os males, ACIDIFICAÇÃO ORGÂNICA!
    É pertinente afirmarmos que diabetes é INVENÇÃO do trigo refinado e açucar! O mesmo se pode afirmar em relaçãos aos processos metastásicos/neoplásicos (só existe cancer em células com alto poder reprodutivo, e via de regra são as células jovens não especializadas que são reprodutoras, tendo como exceção as células do figado, que razões óbvias são absurdamente reprodutoras e também especializadas, tanto é fato que não existem canceres de cérebro/neurônios e sim das células glias) que dependem de condições “ótimas” para emplacarem.
    Resumindo a bagaça, a escacêz de trigo vai fazer um bem para a humanidade INIMAGINÁVEL caso as pessoas não substituam por algo mais lixo. E claro, assim como a focinheira nos mostrou quem é lixo raiz ou não, teremos agora a oportunidade de entender quem são os mais lixos, visto que só quem é fixado por hábitos alimentares é o dejeto, o guloso, o gordo, o safado!
    Resumo da ópera, estamos no apocalipse realmente e revelações (apocalipses) estão a pulular para nos beneficiar e colocar cada um no devido lugar!
    Esqueçam o trigo, existe a aveia, o milho, a cevada e o centeio que garantem pãos (alimento sobrevivencialista por excelência) infinitamente mais nutritivos! Deixem o trigo escasso para os lixos que não conseguem largar seus imundos hábitos alimentares e em breve teremos um mundo livre de gordos, diabético, carcinomáticos, mucados, impotentes, estereis, vacinados, remerdiados, hipocondríacos, estúpidos e recalcados! Sim, estupidez e recalque é consequencia de degeneração nutricional e comportamental, afinal tanto o humano como o peixe morrem pela boca por conta do comportamento salafro de entenderem que a eles tudo é permitido, inclusive enfiar caca na boca e em outros orifícios!
    Preciso dizer que se seguirem meu conselho as farmáfias, mérdicos, planos de saúde e o status quo estarão com os dias contados? 😀
    Si vis pacem para bellum, mens sana in corpore sano!
    Alea jacta est!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *