EUA: Depois da Flórida, outros 10 estados americanos suspendem a obrigatoriedade de vacinação e Biden perde outra vez

Karina Michelin

Karina Michelin

O juiz federal do Missouri, Terry Doughty, suspendeu a obrigatoriedade de vacinação aos profissionais da saúde em 10 estados: Missouri, Nebraska, Arkansas, Kansas, Iowa, Wyoming, Alaska, South Dakota, North Dakota e New Hampshire. 

A ordem do juiz não foi bem recebida pelo governo de Biden, a suspensão permanecerá em vigor até o final do litígio em andamento.

Lembramos que a medida foi emitida pelos Centros de Serviços Medicare e Medicaid (Cms) e prescreve o ciclo de vacinação completa para todos os trabalhadores do setor de saúde, até o próximo dia 4 de janeiro. A Cms através de uma nota declarou:

O funcionário em qualquer ambiente de saúde que não foi vacinado representa uma ameaça direta e indireta à segurança dos pacientes e à saúde da população”.

Como podemos observar nos Estados Unidos ( assim como em outros países), a obrigatoriedade de vacinação se revelou uma guerra política e não necessariamente de saúde. No ano passado o juiz Matthew Schelp, nomeado por Donald Trump, argumentou que a decisão de Biden sobrepôs indevidamente a autoridade do Congresso: 

“A natureza e a extensão da obrigação dos Centros de Serviços medicar e Medicaid (CMS) exigem autorização clara do Congresso e o Congresso não forneceu nenhuma”. 

Joe Biden e os Centros de Serviços Medicare e Medicaid deveriam ter tido uma autorização do Congresso americano antes de impôr qualquer tipo de obrigatoriedade, o poder legislativo deveria ter sido consultado, a interferência do poder federal nos estados individuais  não pode acontecer constitucionalmente. 

A suspensão da obrigatoriedade da vacinação é mais uma derrota para Biden, no início de novembro, um tribunal também bloqueou a obrigatoriedade de vacinação que a Casa Branca, por meio da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA), introduziu para trabalhadores de empresas com pelo menos 100 funcionários. Já neste caso, haviam destacado que essa obrigatoriedade era juridicamente problemática justamente pela falta de envolvimento do congresso.

O estado da Flórida, comandando pelo republicano Ron DeSantis, também vetou a obrigatoriedade de vacinação para funcionários públicos e privados neste mês. Os números nesses estados se mostram equilibrados e sem nenhum estado de emergência. 

Os Estados Unidos através da verdadeira democracia, proporciona ao cidadão a escolha de não se vacinar ou mudar de estado, enquanto países inteiros estão fazendo o contrário – governos regionais em conluio com o governo federal, implantaram a obrigatoriedade de vacinação, tirando o direito do cidadão de trabalhar, estudar e socializar – não deixando nenhuma opção de escolha – abrindo espaço ao regime totalitário, implantando uma ditadura da saúde e colocando em risco seus próprios cidadãos em troca de contratos bilionários com as indústrias farmacêuticas, que por sua vez não oferecem nenhuma garantia do seu produto.

Parece incrível, mas estamos vivendo uma distopia contínua, cada vez mais acelerada. Os políticos se alinharam ao poder e estão sedentos de poder – Quanto ao povo? Só resta lutar, pela sua vida e por sua liberdade sem cessar!

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

8 comentários em “EUA: Depois da Flórida, outros 10 estados americanos suspendem a obrigatoriedade de vacinação e Biden perde outra vez”

    1. Também o Biden na última proclamação presidencial, que não passa pelo congresso impôs aos turistas estrangeiros como brasileiros e outros a obrigatoriedade de Certificado de vacinação completa+ PCR. Isso viola o direito de ir, vir e ficar, que defesa na Declaração de Direitos Humanos e nossa CF. A liberdade não existe mais!

  1. Leimar Oliveira de Azevedo

    Logo na dita “maior Democracia do mundo”, vemos uma aberração dessa “obrigatoriedade”, tirando os direitos dos seus cidadãos de decidirem sobre sua saúde?
    Que Deus tenha misericórdia de todos nós e interceda da Sua maneira a favor dos seus filhos !

  2. O pior de tudo isso é você não ter a quem recorrer em caso de efeitos colaterais. Aqui no Brasil o ministro da saúde põe uma lei que o proprio povo tem que pagar as indenizações para ressasir os laboratórios. Tudo isso com certeza vai além de um lobby farmacêutico, os esqumas são bem mais malignos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *