Carta de uma canadense: “Me choca ouvir gritos de LIBERDADE, não acredito que meu país, um dos países mais livres do mundo – esteja agora lutando por esse privilégio”

Karina Michelin

Karina Michelin

O grande comboio dos caminhoneiros no Canadá nas últimas semanas entraram para a história (aqui). Enquanto alguns tentam desqualificar este movimento, acusando-o de ser a outra face do sistema político – evidências mostram que quem está no comando é o povo organizado, e talvez este seja o motivo que preocupe tanto as elites do globalismo a ponto de desmantelá-lo urgentemente.

O prefeito de Ottawa decretou neste domingo estado de emergência ( aqui ) dando carta branca de atuação à proteção civil, por não conseguir encontrar outro meio para controlar os protestos e a onda de manifestantes crescente contra as restrições autoritárias impostas por Trudeau. O país está em meio à uma batalha crucial – um verdadeiro cabo de guerra (povo versus sistema).

Se o time globalista não conseguir controlar a situação nos próximos dias, evitando de perder o seu peão principal Justin Trudeau – eles perderão não só o controle de Ottawa mas sim o controle de todo o país e de toda a América do Norte. O povo canadense esta prestes a dar o golpe de misericórdia e livrar-se da nova Ordem Mundial, mas antes terão que continuar enfrentando os chacais.

No último sábado, 5 de fevereiro, recebi um e-mail de uma amiga canadense que aqui compartilho com vocês, através deste relato verdadeiro podemos sentir a atmosfera que foi criada naquele país – o espírito de luta e resistência, emociona não só o povo canadense mas todos aqueles que lutam pelo mesmo ideal : A LIBERDADE.

OTTAWA, CANADÁ ATUALIZAÇÃO:

“Muitos entraram em contato perguntando sobre a situação aqui no Canadá – eu agradeço a todos vocês!

Estive pessoalmente em Ottawa por 4 dias e hoje apoiarei o comboio em Toronto. Como sabem, comboios se formaram em todo o Canadá, EUA e no mundo.

A energia aqui é incrível, mas tenho que admitir que ainda me choca toda vez que ouço canadenses gritarem “LIBERDADE, LIBERDADE!”. — Não acredito que meu país, um dos “países mais livres do mundo”, esteja agora lutando por esse privilégio.

Há muitos de nós – dificilmente uma “pequena minoria marginal” (de acordo com o nosso primeiro-ministro desaparecido).

Ecos do hino nacional são ouvidos em todos os lugares… nosso hino está finalmente tocando novamente, pela primeira vez em dois anos, em inglês e francês e ao ritmo dos mágicos tambores aborígenes de nossos nativos canadenses dando-lhe um batimento cardíaco mais uma vez.

Devo admitir que provavelmente não honrei nosso hino o suficiente durante toda a minha vida. Sim, eu ficava de pé e cantava junto, mas acho que não entendia completamente por que algumas pessoas colocavam a mão em seu coração enquanto cantavam.

Agora que sei o que significa lutar por nossas liberdades, colocarei minha mão para sempre no meu coração e ficarei totalmente atenta enquanto nosso hino toca, provavelmente com lágrimas nos olhos.

É impossível colocar em palavras a energia que foi criada em Ottawa com a união de todo o nosso povo e com aqueles ao redor do mundo.

Nunca me senti tão orgulhosa de ser canadense! A vibração é elétrica, gentil, amorosa, esperançosa e tão quente que mesmo com menos 30 graus celsius, ficamos unidos dia e noite.

O senso de orgulho e união é palpável como um escudo nos protegendo de todos os elementos. Sentimos o apoio vindo de todo o mundo e somos muito gratos por isso. É óbvio que os “líderes” em todo o mundo subestimaram o poder do espírito humano. Para cada obstáculo que eles jogam em nós, encontramos uma solução pacífica.

Nosso primeiro-ministro está mentindo sobre os manifestantes- – O único ódio e negatividade neste protesto vem diretamente dele- Quanto mais ele tenta nos dividir, destacando nossas diferenças, mais forte nosso vínculo se torna.

Os funcionários do governo pediram que todos os caminhões do comboio fossem rebocados, mas as companhias de reboque se recusaram. Todas elas! 😊

Os 10 milhões de dólares arrecadados na página GOFUNDME foram bloqueados e a página removida. O GOFUNDME foi rapidamente inundado de mensagens que finalmente concordou em devolver o dinheiro automaticamente aos doadores. O GOFUNDME está sendo boicotado por muitos. Uma nova página de doação foi criada: https://www.givesendgo.com/FreedomConvoy2022

Eles fecharam todos os restaurantes e banheiros para os Caminhoneiros. Verdadeiramente desumano…

Em resposta, Porta Potties e alimentos foram doados. Na verdade, as ruas estão repletas de churrasqueiras e fornos de pizza onde qualquer pessoa pode obter churrasco de frango, hambúrgueres, salsichas, massas e até pizzas GRÁTIS.

O combustível está sendo doado e enviado para os caminhões para que eles possam manter os caminhões funcionando para se manterem aquecidos. Os moradores de Ottawa estão “adotando um caminhoneiro” e dando-lhes um lugar para viver enquanto estão lá. Os canadenses estão cuidando uns dos outros, mesmo que nosso “líder” esteja tentando nos separar.

Os protestos são muito pacíficos. Os manifestantes estão limpando as ruas, limpando neve e catando lixo pela cidade todos os dias. A criminalidade diminuiu em Ottawa desde que o comboio chegou. Há muitas famílias lá de todas as partes lutando pelas novas gerações. O riso das crianças se mistura lindamente com os chifres sonoros para criar uma sinfonia de força e esperança para todos nós.

Sim, há atiradores nos telhados. Mas, isso é uma prática comum sempre que há protestos na capital.

Conversas sobre quem é vacinado ou não vacinado são inexistentes – como deveria ser! Estamos unidos pela liberdade. Nosso histórico médico é irrelevante. Mais uma vez, como deveria ser!

Felizmente, sendo um país jovem, ainda temos um autor vivo da Carta Canadense de Direitos e Liberdades – Brian Peckford – que acaba de iniciar um processo contra Justin Trudeau por violar as proibições da Carta — Se alguém aqui entende a Carta Canadense é esse cara, que ajudou a escrevê-la!

Meu coração está cheio de orgulho. Eu não acho que há um olho seco em Ottawa, no Canadá, talvez até no mundo…… Obrigado a todos vocês que enviaram suporte! Não tenho dúvidas de que unidos venceremos!

A Faísca foi acesa, vamos todos acender uma tocha e queimar a trilha para a liberdade!”

Eu manterei você informada.

Uma canadense orgulhosa,

Lilly

Querida Lilly, pode ter certeza que a faísca que o povo canadense acendeu, já se espalhou pelo resto do mundo. Cada chama queimará de acordo com a bravura e a coragem de seu povo – o resultado desta batalha irá depender dos povos que realmente estão empenhados e comprometidos em destruir esse sistema totalitário e o punho duro do Estado, que nos destrói.

A luta é longa, cheia de desafios e provações mas resistiremos. A nossa LIBERDADE não é NEGOCIÁVEL!

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

14 comentários em “Carta de uma canadense: “Me choca ouvir gritos de LIBERDADE, não acredito que meu país, um dos países mais livres do mundo – esteja agora lutando por esse privilégio””

  1. Meu Deus, Karina. Li o e-mail da sua amiga entre lágrimas! Quanta emoção! Vou divulgar a todos que puder para que saibam o poder de que temos em mãos, que a união do povo pode derrubar os tiranos e que somos muito mais do que estão tentando nos fazer crer! Obrigada por compartilhar essa msg!

      1. É um absurdo que uma minoria de baderneiro que não quer tomar vacina fique prejudicando os canadenses que realmente pensam no bem do país espero que este que não querem tomar vacina pegue uma boa COVID a liberdade que eles querem é o Governo falar que na precisa tomar vacina tive o privilégio de morar no Canadá por 5 anos é um País maravilhoso é um povo livre os baderneiros querem e prejudicar o País

      2. Oi karina, sou brasileiro vim para o canada em 90,tinha 33 anos com esposa e 2 filhos, trabalhei na construçao hoje com 65 e aposentado e minha esposa tbm, não aceitamos a vacina, sexta dia 4/2, fomos impedidos de embarcar para o brasil no aeroporto de toronto e ainda fomos conduzidos para fora do terminal por policiais que foi chamado pela funcionaria da Copa Airlines, nao houve nem um tipo de atrito, minha esposa só chorava. Foi constrangedor 3 policiais + 2 pessoas do health

        1. LIBERDADES ROUBADAS NUNCA… O POVO NÃO CRER NESSAS VACINAS OU PFAIZER A CURTO PRAZO… TEVE UM POSITIVO SIM, MAIS OS EFEITOS ADVERSOS QUE SÃO ESCONDIDOS E OA OUTROS QUE ASSIM O PODEM VIR MAIS TARDEZINHA , QUANDO SE PERGUNTA VIRAM AS COSTAS E TEMOS QUE ACATAR SEM QUESTIONAR NÃO SOU ROBÔ , TEM SENSO CRÍTICO…

      3. Que emocionante! São de guerreiros assim que precisamos! Precisamos nos espelhar em pessoas livres, honestas e corajosas. Em breve será o nosso momento, devemos estar preparados para tantos abusos, pois se no Brasil, onde não há respeito às leis em tempos de ordem, imagina numa situação de excepcionalidade. Deus esteja conosco!

      4. Bravo. Eu tiro o chapéu por esse povo que luta pela liberdade. Queria muito que no Brasil também fosse assim. Mas infelizmente a mídia aqui tem muita força e o povo não acordou dessa manipulação, são poucas as pessoas dispertas para o que está acontecendo de fato.

      5. Que lindo saber através de vc o que está acontecendo no Canadá. Infelizmente aqui no Brasil essa impressa podre e comunista não repassa nada. Parabéns pelo seu conteúdo!!!

      6. Sempre existiu obrigação de alguma vacina todos os brasileiros têm a marca no braço da vacina tomada quando crianças.
        Essa vacina contra covid funciona? Na minha opinião funciona sim minha cidade está tomada de casos positivos da covid mas o hospital não está tranquilo não a casos graves, o ano anterior tinha poucos positivados mas o hospital cheio sem leito, e isso com todos trancados em suas casas sem pode trabalhar. Agora está tudo aberto até casas noturnas.
        O que não pode é o fanatismo isso gera morte tanto a favor ou contra sobre qualquer assunto.

        1. No ano passado a cepa predominante até junho era a gama. A partir de junho passou a ser a Delta, muito menos agressiva.
          Essa foi a razão na queda das mortes, a troca da gama pela delta. Em Dezembro, com a Ômicron, a queda foi mais acentuada pq a ômicron é ainda menos agressiva que a Delta.
          As vacinas tem pouco a ver com a queda da letalidade.
          Simples assim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *