Pular para o conteúdo

Os próprios termos de consentimento informado da Pfizer revela que a vacina contra o Covid-19 não é “segura e eficaz”

Karina Michelin

Karina Michelin

Os próprios documentos de consentimento informado da Pfizer, obtidos recentemente , mostram que ela revela possíveis preocupações, incluindo miocardite, pecado antigênico original e defeitos congênitos, enquanto o FDA e o CDC declaram que esses produtos são seguros e eficazes.

Os termos de consentimento informado usados ​​pelo Hospital Infantil de Cincinnati ( aqui ) na condução de seus estudos da vacina de reforço da Pfizer, inclusive em crianças – nos dizem muito sobre como a Pfizer sabe bem dos riscos de seus produtos.

A Pfizer está claramente preocupada com os riscos de miocardite (inflamação do coração) em crianças. Os próprios documentos de consentimento informado da Pfizer revelam que o risco de miocardite pode chegar a 1 em 1.000 (consulte a página 5).

Mas o FDA e o CDC ignoraram esse risco ao aprovar a vacina de mRNA da Pfizer injetando também em crianças. Somente depois de apressar o processo de aprovação deste produto, o CDC admitiu com relutância que “miocardite e pericardite raramente foram relatadas, especialmente em adolescentes e adultos jovens do sexo masculino dentro de vários dias após a vacinação contra o COVID-19”.

A Pfizer também está ciente da possibilidade de pecado antigênico original e priming patogênico (respostas imunes indesejadas que deixam a pessoa pior em resposta a um vírus do que se não tivesse feito nada). A Pfizer adverte aos pais dos participantes dos ensaios clínicos que “ainda não se pode descartar que a vacina do estudo possa tornar uma doença COVID-19 posterior mais grave”. O FDA e o CDC fazem um grande esforço para esconder essa informação enquanto proclamam as palavras “seguro e eficaz” repetidamente como um mantra. ( aqui )

A Pfizer parece muito preocupada com o potencial da teratogênese (dano ao feto em desenvolvimento) e até possivelmente da mutagênese (dano ao DNA). Portanto, embora este seja um teste em crianças, a Pfizer divulgou aos pais dessas crianças que “os efeitos da vacina COVID-19 no esperma, gravidez, feto ou criança em amamentação não são conhecidos”.

Mas então a Pfizer vai ainda mais longe ao afirmar que (página 11 e 12 / Pregnancy-Related Risks; Use of Birth Control) :

“- Se sua filha estiver grávida, planejando engravidar ou amamentando um bebê, ela não pode participar do estudo, pois pode haver riscos para o feto ou o bebê em amamentação. Ninguém sabe quais são esses riscos no momento.”

“- Se sua filha engravidar, ela terá que deixar o estudo.”

“- Se o seu filho é um menino e ele acha que pode ter engravidado uma menina, ele ou você deve informar o médico do estudo do seu filho imediatamente. O médico do estudo pode pedir informações sobre a gravidez e o nascimento do bebê. O médico do estudo pode compartilhar essas informações com outras pessoas que estão trabalhando neste estudo.”

“- Se seu filho estiver participando deste estudo, ele não poderá doar esperma por pelo menos 28 dias após a última vacinação.”

Essas informações inquietantes, demostram que a Pfizer queria ter certeza de não ter dados sobre os resultados das gestações. A recomendação do CDC para que as mulheres grávidas sejam vacinadas é cientificamente infundada.

Compare essas duas afirmações:

Dados acumulados fornecem evidências da segurança e eficácia da vacinação contra COVID-19 na gravidez.” – CDC (aqui)

Os dados disponíveis sobre o COMIRNATY administrado a mulheres grávidas são insuficientes para informar os riscos associados à vacina na gravidez.” – BioNTech/Pfizer ( aqui )

O FDA e o CDC deveriam ter um trabalho sério a fazer – avaliar as evidências sem viés ou conflito de interesses para manter o público seguro. Em vez disso, o FDA e o CDC se transformaram em um departamento de marketing em nome da indústria farmacêutica. O povo merece mais do que isso!

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

6 comentários em “Os próprios termos de consentimento informado da Pfizer revela que a vacina contra o Covid-19 não é “segura e eficaz””

  1. Enquanto não acontecer nada com esses demônios do EUA, não acontecerá nada com os demônios dos órgãos correspondentes daqui do Brasil, já que somos colônia em todos os aspectos. Espero que no EUA iniciem a punição pra ver se aqui, Anvisa, Ministro da Saúde, membros do MP, Diretores de escolas, Secretários de Saúde, diretores de hospitais, Presidentes de Tribunais, Reitores, chefes de repartições, etc possam responder por seus erros grosseiros, lembrando que para o TCU o erro grosseiro não exclui a responsabilização administrativa.

  2. E a nossa Anvisa, não tem conhecimento dessas informações? Vamos sempre ficar nas mãos do Cdc ou Fda? Enquanto tudo isso ocorre o nosso, verdadeiramente grande, Ac Camargo só permite a entrada de acompanhantes com “comprovante de vacinação”. Triste isso.

  3. Eu concordo com todos que essa agenda é criminal.
    Mas quem é mais criminoso, aquele que emplaca a agewnda em busca de lucro e promessa deuteronomial ou quem entrega sua saúde para os outros, mérdicos, planos de saúde, et caterva cuidarem?
    Mérdicos só ganham com doentes e mesmo assim tem quem acredite neles?
    Isso não demonstra covardia, irresponsabilidade e corrupção para consigo mesmo?
    E ainda querem que os outros façam o papel de paladino da justiça???
    Por que maldita rão não assumem a responsabilidade e juntos fazem a justiça valer na base da guerra?
    Povo na frente dos qurteis é soberano, mas falando em internet, reclamando de prefeitos, govermadores, parlamerdares e trogados são retardados pedindo para as raposas pararem de atacar as galinhas!
    Quem é covarde, dependente de mérdicos e estado são menos bandiso do que os agentes que os impõe vaticinações??
    Por que maldita razão ninguém coloca a mão na consciência assume que só tomaram porque acreditaram que os loucos eram os teóricos da conspiração?
    Muito provavelmente esses que irão empacotar são os dejetos que olhavam torto para quem não se submetia a focinheiras, que achava que vaticinas tem que ser em todos se não não funcionam!
    Eu sequer me aproximo de mérdicos, e o único medo que sinto é não ter arma para matar todo lixo que acha que o bem coletivo (de “gênios” que aceitam vacinas, dedadas retais, remérdios, alcool) é o correto, e não o extermínio dos fracos para a garantia de sociedade forte!
    Quem acreditou nessa palhaçada de plandemia é histérico, hipocondríaco, covarde, e irresponsável, pois todo sadio sabe que sua saúde é responsabilidade exlusiva de si mesmo!

    Pode doer, o que falo, mas dói muito mais a estupidez coletiva que coloca focinheira e ainda se arvore de dizer que os outros tem que usar também, e eu quero que essa cambada se acabe, pois só seres assim emplacam de buraco de fezes é órgão sexual, e claro, se buraco de fezes é órgão sexual, gente e fezes é igual.
    É isso, tenham responsabilidade pelos seus atos e colhões para correrem atrás do prejuizo contra os lixos que impuseram as agendas e não ficando de fricote em grupo pedindo para papai do céu ou super homem salvar aos “tadinhos”!
    Na hora de encher o rabo de alcool, churrasco, hamburger, remérdios, sundowns, etc. ninguém reclama!
    Ter coragem de assumir que foram TODOS os que aceitaram as agendas os culpados será um ótimo começo para sairem da lama degenerada!

    Agora podem xingar, fazer fricote e toda sorte de atos pertinentes a quem se entrega nas patas alheias!
    E se estão p da vida com o que falo, eu respondo tive que aturar gente lixo por 3 anos porque sabia que nada podia fazer contra uma orda inercialmente néscia!

Deixe um comentário para Jessica Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *