Pular para o conteúdo

Exclusivo: Artista americana decide pintar os rostos das vítimas da vacina e escrever suas histórias

Karina Michelin

Karina Michelin

Enquanto milhares de pessoas em todo o mundo morrem, ou são afetadas pelos danos colaterais graves e muitas vezes irreversíveis da vacina anti-covid, o silêncio ensurdecedor da grande mídia e a tentativa de ocultar essas vítimas continua sendo escandaloso. 

A maioria das pessoas em todo o mundo, não tem a menor noção dos danos que este soro pode causar, e foi pensando nisso que a artista americana Amy Main resolveu pintar os rostos destas vítimas, e escrever suas histórias. 

Em uma entrevista exclusiva, Amy me contou que se sentia impotente e incapaz de provocar qualquer mudança real, enquanto observava o mundo cair no medo e na propaganda. Ela conseguiu mostrar ao seu noivo no início de abril de 2020 os perigos da vacina e, pelo menos, convencê-lo desde o inicio de que eles nunca tomariam essas vacinas experimentais de mRNA. 

Mas mesmo com centenas de horas de pesquisa e um coração suplicante, Amy não conseguiu convencer sua família. À medida que os danos e mortes começaram a ocorrer com uma roleta russa, Main sentiu que precisava fazer algo para ajudar – qualquer coisa. 

E então ela decidiu pintar essas pessoas: 

Amy Main
“Vou pintar essas pessoas para honrá-las e mostrar a elas que existem pessoas que se importam e veem o que está acontecendo.”

Já se passaram 9 meses desde o primeiro retrato e as vítimas aumentam a cada dia – mas mesmo com o coração partido, Amy Main nos deixa uma mensagem muito importante para refletir – ela disse: 

“ Eu me sinto mais forte do que nunca em lutar pela transparência sobre os perigos da vacina e o tratamento para aqueles que já sofreram os danos colaterais. Não quero polarizar ainda mais as pessoas, eu só quero dar um rosto às estatísticas. “ 

Assim como Amy Main, centenas de milhares de pessoas começam trazer à tona histórias verdadeiras, onde a maioria,  principalmente médicos não acreditam ou fingem não acreditar na correlação destes acontecimentos com as vacinas. Muitos deles ignoram estas vítimas e se recusam a fazer um acompanhamento mais detalhado e profundo sobre as mortes e os efeitos adversos graves  – na maioria das vezes esses danos são irreversíveis. 

Estas vítimas foram abandonadas pelo estado, ignoradas pelo corpo médico e ridicularizadas pela grande mídia. Eu espero do fundo do meu coração que ninguém de suas famílias passem por estas experiências tão devastadoras, causada pela falsa propaganda que o mundo insiste em repetir. 

Instagram Amy Main: @covidvictimsportraits 

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

7 comentários em “Exclusivo: Artista americana decide pintar os rostos das vítimas da vacina e escrever suas histórias”

  1. Meu nome é Walter Lirola Junior, sou de Londrina Pr. Tomei esse veneno forçado de tanto falarem na cabeça praticamente uma higiene mental, antes desse veneno era uma pessoa normal, hj fico preocupado se não vou ter apagão pois de algum tempo para cá a preocupação é muito pois já tive quatro apagões, do nada me dá uma tontura muito forte e desmaio conheci outra pessoa que ficou com esse mesmo problema e fiquei sabendo de mais outras duas, sei que deve ter milhares de pessoas que ficou assim, notem que o que está acontecendo com pessoas que acaba se acidentado dirigindo, aumentou muito esses casos e o duro é saber que as autoridades nada fazem para conter esse locausto.

    1. Caro Walter, li seu comentário e fiquei impressionada. É exatamente o q esta acontecendo com um amigo de minha família. Já teve 3 apagões apagões um deles foi dirigindo um veículo. Quase morre. Uma tristeza. Procure um médico cardiologista antes q aconteça algo pior.

    2. Minha cunhada , Marilu, tomou as 3 pic , estava feliz da vida.Sentia-se imunizada.Mas morreu um mês após a última pic.Laudo , causa mortis: Covid…Isto é o fim.#Se esta imunizada como pega …vid ????As vacinas estão matando.Reducao populacional..

  2. Minha mãe de 51 anos desenvolveu isquemia cardíaca (obstrução arterial) coincidentemente após duas doses da Astrazeneca – a qual já era sabido causar trombose em certos pacientes (gestantes) -. Depois disso, ela ainda tomou a terceira dose alegando não haver relação de causa e feito entre a vacinação e seu quadro atual, mesmo que os exames médicos indicassem que tudo estava dentro da normalidade (incluindo o colesterol) e o cardiologista não soubesse dizer o que causou tal patologia. Além disso, ela nunca foi uma pessoa sedentária, pois trabalha como agente de endemias, o que a obriga caminhar muitos quilômetros todos os dias.

    1. Pois minha mãe simplesmente faleceu há quase um mês de avc e infarto do miocárdio. Tinha uma alimentação super saudável, exames clínicos normais. Digo direto q minha mae morreu de graça. Quem nos defenderá disso tudo? Algo muito pior está por detras disso.

  3. Pois comigo já aconteceu tbem dois momentos de muita tontura , coisa que nunca tive e meus exames todos normais !! Depois de duas doses da Astrazenica , não tomo mais nenhuma !! Meu pai ficou com vários desmaios do nada !! Fez todos os exames neurológicos e os médicos não sabem explicar !! Minha amiga teve um AVC logo após a 3a dose!! Com todos os exames em dia !! Muito duvidoso tudo isto !!

  4. Vamos nos unir contra esse veneno e os responsáveis que estão lucrando bilhões com a morte e lagrimas de muita gente. Não se omos ratos de laboratório.Querem agora lucrar fazendo testes em nossas crianças.

Deixe um comentário para Marilia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *